Yuri Mamute pode ir (para) longe

6 de abril de 2015 - Às 00:47
Yuri Mamute – Mamutelli, para os mais chegados – vem se destacando nos últimos jogos do Grêmio no Campeonato Gaúcho, não só pelo seu físico “avantajado” mas por apresentar um baita futebol. O menino de 20 anos foi formado na base do Grêmio, passou um tempo no Botafogo (emprestado), já foi à Seleção Brasileira e agora está virando uma peça importante para o elenco de Felipão.
Foto: Lucas Uebel
Desde 2011, quando subiu para o profissional, teve poucas chances e nenhuma sequência no Grêmio. Com as saídas de Barcos e Moreno, as chances começaram a surgir para o rapaz. Agora, Mamute vem aos poucos conquistando seu espaço na equipe. A caminhada do atacante não é fácil, junto a ele estão Braian Rodríguez, Everton, Luan… A escolha deixamos para Felipão, o comandante que resolva quem mais lhe agrada e os escale.
Hoje, por exemplo, Yuri foi titular no empate do Grêmio em 1×1 diante do São José e foi muito elogiado ao final da partida por sua atuação. Não estufou as redes, mas foi ativo no jogo todo, correu, movimentou-se, brigou pela bola; e até meteu uma bola na trave!
Uma sequência de boas atuações não desperta atenção apenas de Felipão, da torcida ou imprensa, mas também de outros clubes. Yuri Mamute é jovem, tem talento, e vem se destacando no clube em que joga: um prato cheio aos clubes “endinheirados” (europeus).
Assim como aconteceu com Anderson, Lucas Leiva – mais recentemente com Guilherme Biteco – e tantos outros jogadores Brasil afora, a chance de um jogador como Mamute despertar interesse de um Europeu é eminente.
Claro que não queremos isso, mesmo que o negócio valha muito a pena, financeiramente, para o clube. Se for para ter uma carreira brilhante, um futuro próspero e destaque nacional, que seja jogando no Grêmio. Que seja jogando no Grêmio. Vencendo, fazendo gols e sendo campeão pelo Tricolor. Yuri é um prato cheio para os clubes de fora; então, que seja devorado por nós!
Saudações, @_oAndrei.


Veja também