Vice-presidente do Grêmio critica novo CT do clube devido a má avaliação

29 de dezembro de 2013 - Às 20:30

O novo centro de treinamentos do Grêmio tinha data prevista de inauguração para Janeiro. Porém, devido a atrasos diversos, o elenco não terá o CT no começo de 2014.

Construido às Margens da BR-290, o CT encontra muitos problemas, que o vice-presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior critica, dizendo ainda que a melhor opção seria a readequação e melhorias do CT que já existe em Eldorado do Sul (utilizado pelas categorias de base do Grêmio).
“O CT é uma obra que tecnicamente não teve avaliação adequada. Todo dinheiro que foi investido ali, se tivesse sido investido em Eldorado [CT da base], onde o Grêmio tem um espaço fantástico que poderia projetar a ocupação da base e do profissional, seria melhor. É uma questão que temos que enfrentar. Vamos concluir, criar condições para que seja consolidado. Vamos ver isso com tempo, e também qualificar o CT de Eldorado. É uma área que tem bastante perspectiva, que pode ser um dos melhores centros de treinamento do Brasil”, afirmou à Rádio Bandeirantes.

O vice-presidente então, não descartou a possibilidade de investimentos também no CT de Eldorado do Sul.

No CT, apenas os campos estão prontos. O prédio que terá vestiários, area médica, fisiologia, sala de imprensa e muitos outros, ainda depende de término, o que não tem previsão. Com isso, Bolzan também critica a avaliação feita do local e também no geral, do novo CT:
“A avaliação foi feita por quem decidiu naquela oportunidade. O Grêmio paga uma locação naquela área. A decisão de fazer ali o CT foi feita naquela oportunidade. Tecnicamente não é o local adequado. Fica na saída da Rodovia do Parque [BR-448]. É uma locação que se paga e trabalhamos para doação definitiva. Mas o Governo do Estado coloca alguns encargos e retornos que não é vantajoso a nós neste momento. Estamos com uma ideia aprofundada de fazer a revalorização do CT de Eldorado do Sul, tornando aquele mais um valor agregado no clube”, disse Bolzan.
A área onde foi está sendo construído o CT, era abrigo de um lixão e passou tempo até ser despoluída. 
O Tricolor não terá muito tempo com local para treinar, visto que o Olímpico está com os dias contados para demolição.

Sem dúvida não há outra explicação que não seja a má avaliação. Impasses com a OAS, com falta de fundos, com trabalhadores e tudo mais. Isto é fruto do péssimo planejamento feito pelo mandato do presidente Paulo Odone.

Adaptado de UOL Esporte. 


Veja também