Após o presidente Romildo Bolzan Júnior ter admitido que o Grêmio perderá R$ 25 milhões em faturamento durante a parada das competições nacionais e internacionais, foi a vez de outro integrante do conselho de administração tricolor demonstrar sua preocupação com as questões financeiras do clube. O vice-presidente Marcos Hermann falou, em entrevista ao programa Sábado Esporte, da Rádio Gaúcha, que o clube precisará de todas as receitas possíveis neste período de isolamento. 

— Estamos nos virando. Algumas receitas importantes irão entrar, mas outras, não. Um exemplo é a loja da Arena, em que faturamos R$ 2 milhões por mês. Como vamos repor? Não tem como. É muito difícil — comentou

Para que não haja maior déficit nas contas tricolores, Hermann fez um apelo ao torcedor gremista. O dirigente ressaltou a importância do quadro social nas receitas do clube e pediu que, quem puder, mantenha o pagamento de sua mensalidade em dia.

— Precisamos muito do sócio neste momento. Sei que é caro, mas o Grêmio precisa do seu sócio. Entendemos as dificuldades, e faço esse apelo ao torcedor que pode, que tem condições, para que se mantenha no quadro social. Necessitamos muito desta receita —  finalizou.

Os atletas do Grêmio tiveram suas férias antecipadas e devem retornar no dia 21 de abril. Os jogadores também aceitaram uma redução salarial durante o período de paralisação no calendário do futebol.



Veja também