O Grêmio respira Copa do Brasil na última semana, mesmo antes da última rodada do Brasileirão. Os últimos dias foram de ajustes na estratégia em Porto Alegre com um objetivo claro: retomar a solidez defensiva vista até agora na competição. O Tricolor só sofreu um gol em oito partidas pelo torneio, mas foi vazado 17 vezes em nove dos últimos 10 jogos.

O único gol sofrido na Copa do Brasil foi na vitória por 2 a 1 sobre o Cuiabá, nas quartas de final, na Arena Pantanal. O novo participante da Série A saiu atrás, mas empatou com Willians na sequência. O lance veio de cruzamento da direita e vitória do centroavante sobre Geromel.

Na Copa do Brasil

  • Gremio: 7 gols marcados e um gol sofrido em oito jogos
  • Palmeiras: 12 gols marcados e quatro gols sofridos em oito jogos
Kannemann e Luiz Adriano em Palmeiras x Grêmio — Foto: Marcos Ribolli/ge

Kannemann e Luiz Adriano em Palmeiras x Grêmio — Foto: Marcos Ribolli/ge

Nos outros sete jogos, o Tricolor segurou o placar zerado nas oitavas contra o Juventude, no segundo jogo com o Cuiabá e nas semis contra o São Paulo. Ao mesmo tempo, o Palmeiras sofreu, por exemplo, quatro gols no período. Mas anotou 12, contra apenas sete do Grêmio.

Após a derrota para o Bragantino na quinta-feira, na despedida do Brasileirão, o auxiliar de Renato Portaluppi, Alexandre Mendes, admitiu que o ataque do Palmeiras é um dos pontos de atenção do Tricolor na estratégia para o duelo.

– Vamos enfrentar uma equipe muito forte, com um grande poder ofensivo, Rony e Luiz Adriano, jogadores de qualidade, de extrema habilidade. Temos que tratar uma estratégia jogando em casa e outra jogando fora. São jogos de mata-mata e temos que ter todos os cuidados defensivos para ter êxito em uma final como essa — indicou o auxiliar.

Com esse pensamento, Renato pode promover mudanças no meio-campo para dar mais poder de marcação ao time. Lucas Silva pode atuar ao lado de Maicon e Matheus Henrique, com a saída de Jean Pyerre da equipe. Uma resposta ao provável trio do lado alviverde, formado por Felipe Melo, Danilo e Gabriel Menino.

A defesa gremista é setor também de possíveis mudanças. No gol, Paulo Victor pode ganhar a vaga que era de Vanderlei até agora. Kannemann está pronto para o jogo e deve ter Paulo Miranda ao seu lado, já que Geromel está fora da partida, com lesão no tornozelo esquerdo. A presença do argentino em boas condições físicas dá mais confiança ao Grêmio.

– Kanneman não à toa é referência aqui dentro, multicampeão, um cara totalmente dedicado, praticamente um xerife na nossa equipe. A confiança que temos no Kannemann é muito grande, sabemos da importância que ele tem. Um jogador acostumado com esse tipo de jogo. Em uma final ter jogadores com esse naipe é de extrema importância – avaliou Diego Souza.

O elenco gremista está concentrado desde a sexta-feira com todos os jogadores, praxe do técnico Renato Portaluppi para duelos eliminatórios. O último treinamento ocorre na manhã deste sábado antes da primeira partida com o Palmeiras, neste domingo, às 21h, na Arena.

A campanha do Grêmio até a final da Copa do Brasil

  • Grêmio 1×0 Juventude
  • Juventude 0x1 Grêmio
  • Cuiabá 1×2 Grêmio
  • Grêmio 2×0 Cuiabá
  • Grêmio 1×0 São Paulo
  • São Paulo 0x0 Grêmio


Veja também