Aos 19 anos, Vanderson foi um dos protagonistas da vitória do Grêmio por 2 a 1 sobre o Bahia na noite de quarta-feira, na Arena, em jogo pela 28ª rodada do Brasileirão. E por motivos diferentes. O garoto abriu o placar e se emocionou ao marcar seu primeiro gol pelo time profissional, mas também virou motivo de cobranças internas após a partida.

O lateral-direito recebeu sua segunda chance como titular e não precisou de muito tempo para se destacar. Aos 15 minutos do primeiro tempo, recebeu um cruzamento perfeito de Diogo Barbosa e mandou de cabeça para as redes, sem chances para Douglas. Na comemoração, caiu no gramado e se emocionou.

– Feliz demais pela minha segunda atuação pelo Grêmio como jogador profissional, vestindo a camisa de um clube tão gigante. Agradecer a Deus por tudo – disse Vanderson na saída para o intervalo.

O lateral ficou em campo até os 22 minutos do segundo tempo, quando foi substituído por Thaciano. O motivo? Sentiu cãibras, segundo informou o departamento médico gremista. O mesmo problema havia ocorrido também em sua estreia pelo time principal, contra o Atlético-GO, na rodada anterior.

Vanderson marcou seu primeiro gol como profissional contra o Bahia — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Vanderson marcou seu primeiro gol como profissional contra o Bahia — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Na entrevista coletiva após a partida, o técnico Renato Portaluppi elogiou o lateral, mas prometeu questionar os profissionais das categorias de base sobre a condição física do jogador. Segundo o treinador, Vanderson tem cãibras recorrentes, algo incomum para um jogador dessa idade.

– Vou falar com o departamento médico, fisiologistas, para procurar entender por que esse garoto está tendo cãibras. Já procurei me informar, ele já tinha essas cãibras lá embaixo (na base). Quer dizer, já era tempo do pessoal lá debaixo ter visto por que esse garoto tinha cãibras, mas sempre sobra para o profissional, né? Aqui a gente tem que resolver todos os problemas. Isso é um tipo de problema que já deveria ter sido resolvido lá na base – criticou Renato.

Vanderson foi promovido ao time principal para suprir a ausência de Orejuela em jogos da Copa do Brasil, após uma convocação do lateral para a seleção colombiana. Com a lesão do lateral e agora a indefinição sobre sua permanência, acabou integrado de vez. O jovem teve o contrato renovado recentemente até o final de 2024.



Veja também