Valor da venda de Pedro Rocha é liberado para o Grêmio

Clube do interior de São Paulo alegava deter 30% dos direitos econômicos do atleta

8 de novembro de 2017 - Às 12:03
Foto: Reprodução

O Grêmio conseguiu reverter na Justiça uma decisão que bloqueava parte do valor da venda do atacante Pedro Rocha para o Spartak Moscou, da Rússia. O Diadema, clube do interior de São Paulo, alegava deter 30% dos direitos econômicos do atleta por ocasião da negociação.

Mas o Grêmio, através de uma cláusula contratual, diz que a porcentagem só estava vigente caso o jogador fosse negociado até o dia 31 de dezembro de 2015. Após esta data, o Tricolor passava a ter 100% dos direitos econômicos.

O Diadema ingressou com uma ação no início de outubro e conseguiu na 12ª Vara Cível de Porto Alegre bloquear os valores pretendidos. Mas o Tricolor entrou com agravo de instrumento na 20ª Câmara Cível da Capital e teve publicada ontem uma decisão a seu favor. O imbróglio jurídico já era previsível desde o desfecho do negócio entre Grêmio e Spartak. Pedro Rocha deixou o clube gaúcho por 12 milhões de euros (aproximadamente R$ 45 milhões).



Veja também