Foto: Fernando Becker/RBS TV

churrasco é uma das maiores marcas do Rio Grande do Sul. Assim como o clássico Gre-Nal, carrega a tradição para fora dos limites estaduais. De forma simbólica, as duas paixões dos gaúchos se unirão na noite desta quarta-feira, véspera do primeiro clássico da história da Libertadores.

Os presidentes do Grêmio, Romildo Bolzan Júnior, e do Inter, Marcelo Medeiros, confirmaram presença no tradicional jantar entre clubes adversários em uma churrascaria de Porto Alegre na véspera do enfrentamento pela competição continental. No cardápio, cortes nobres de carne gaúcha, celebração da rivalidade e também de muita amizade.

“Deveria ser sempre assim. Se os dirigentes não derem o exemplo, como eles vão cobrar uma atitude civilizada dos torcedores” (Marcelo Medeiros, presidente do Inter)

Bolzan e Medeiros são amigos de longa data. Convivem desde 1975, quando estudavam no Colégio Anchieta, em Porto Alegre, e depois tomaram o mesmo rumo na formação profissional no curso de Direito – o colorado, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), e o gremista, na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Os dois estreitaram laços e reforçaram a amizade nos tempos de faculdade. Depois, seguiram o mesmo ramo do Direito, o trabalhista. Hoje presidentes, já participaram de entrevistas e iniciativas juntos e implementaram uma política de boa vizinhança entre os clubes.

A ponto de, apesar da rivalidade, representarem o outro em reuniões importantes na CBF ou para defender interesses em comum. Ano passado, por exemplo, o presidente gremista também levou as ideias do maior rival em reunião no Ministério da Fazenda sobre a regulamentação sobre os direitos sobre apostas no país.

Antes, o Inter já havia levado o voto do Grêmio a um dos debates sobre o árbitro de vídeo na CBF. O Colorado ainda recebeu apoio do Tricolor em 2018, quando solicitou a colocação do VAR naquela edição do Brasileirão, algo rechaçado pela entidade.

Os dois dirigentes também estiveram juntos durante quase toda a passagem por Luque, no Paraguai, para o sorteio da Libertadores, no fim do ano passado. Quando a bolinha apontou a possibilidade de clássico Gre-Nal na fase de grupos, Marcelo Medeiros e Romildo Bolzan estavam lado a lado.

– Estava ao lado do Marcelo, acho que o susto dele foi maior que o meu. Fiquei na minha, olhando, esperando a reação dele. Achei que estivesse mais assustado que eu. Assusta os dois, vamos combinar. É importante dizer – brincou Romildo Bolzan em entrevista à época.

Família dos dois lados

Há, ainda, outro fator que aproxima as partes. Genro de Romildo Bolzan, José Olavo Bisol é um dos assessores de Marcelo Medeiros. Advogado, ele é casado com Gabriela, uma das filhas do mandat´rio gremista, e pai da maria, primeira neta de Bolzan.

O presidente do Inter, por sua vez, conta com um primo na linha de frente do departamento de futebol do Grêmio. Trata-se de Cláudio Tavares, que assumiu como diretor de futebol ao lado de Celson Matte no novo organograma tricolor.

As mães de Medeiros e Tavares são irmãs. O diretor gremista, inclusive, está acostumado a conviver com dirigentes colorados na família. Seu avô materno é Afonso Feijó, ex-presidente colorado. Marcelo Feijó, seu tio, ocupou o mesmo cargo. E agora o primo Medeiros também entrou no rol.

Marcelo Medeiros e Romildo Bolzan conversam no túnel da Arena — Foto: Eduardo Deconto

Marcelo Medeiros e Romildo Bolzan conversam no túnel da Arena — Foto: Eduardo Deconto

– Eu sou primo-irmão do Marcelo, mas além disso somos amigos, me dou muito bem com o Marcelo. Isso já está na família há bastante tempo, acabamos acostumados a isso. A gente se fala não diria que diariamente, mas semanalmente, nos damos bem. Passamos Natal juntos, essas coisas – diz Claudio Tavares, diretor de futebol do Grêmio ao GloboEsporte.com.

Os dois mantêm relação próxima e, inclusive, tiraram uma foto juntos no Gre-Nal da semifinal do primeiro turno do Gauchão no túnel do Beira-Rio. O Grêmio venceu nos minutos finais, com gol de Diego Souza, e se classificou para a decisão com o Caxias.

Na noite desta quarta-feira, os dirigentes de Grêmio e Inter se reúnem em um jantar em uma churrascaria em Porto Alegre. O evento antecede o primeiro clássico Gre-Nal pela Libertadores. A partida, às 21h desta quinta, na Arena, é válida pelo Grupo E da competição.



Veja também