A derrota por 2 a 0 do Grêmio para o Flamengo, nesta quarta-feira (15), no Maracanã, decretou a eliminação do Tricolor da Copa do Brasil. O placar agregado nas quartas de final ficou em 6 a 0 graças aos dois gols de Pedro marcados no segundo tempo. O técnico Felipão fez testes na equipe para voltar a enfrentar os adversários cariocas no final de semana, quando o time precisa seguir a luta contra a zona de rebaixamento.

— Jogamos com os atletas que poderiam atuar dentro do projeto do jogo de domingo e do Brasileirão. Acredito que jogamos razoavelmente bem até os 30 do segundo, onde foram feitas algumas substituições. Com elas, o Flamengo melhorou e teve o gol — analisou o treinador, em entrevista coletiva, acrescentando:

— No geral, estou satisfeito por tudo que jogou, na forma que se portou. Depois uma ou outra coisa teremos que corrigir. Sabedores do posicionamento deles em campo, temos uma vantagem para montar o time de novo.

Fora de campo, segue a polêmica entre Flamengo, CBF, STJD e os outros 19 times da série A do Brasileirão. A entidade enviou um documento para o Tribunal pedindo que a liminar que autoriza os cariocas a receber torcedores seja revogada. O regulamento afirma que caso o Maracanã receba torcedores no jogo entre Grêmio e o rubro-negro no domingo, a rodada 21ª será anulada. O treinador gremista diz que prefere não se manifestar sobre a situação:

— Não vou emitir opinião. Só para familiares e amigos. Para vocês (imprensa e torcedores) não. Seria um inferno se eu emitisse. A única coisa que eu tenho que me importar é trabalhar com os jogadores para estarem prontos para o domingo.

Felipão voltou a defender o desempenho físico de seus atletas. Segundo ele, não há queda de ritmo nos minutos finais, quando o Flamengo chegou aos gols desta quarta.

— Temos que usar este dado para mostrar que precisamos ter uma atenção maior nos minutos finais — reconheceu.



Veja também