A definição do time do Grêmio que entrará em campo no histórico Gre-Nal pela Libertadores da América, amanhã, na Arena, passa pelo último treinamento a ser comandado pelo técnico Renato Portaluppi. A equipe está encaminhada. Dez nomes podem ser confirmados sem a possibilidade de erro. Resta saber se Walter Kannemann joga ao lado de Pedro Geromel. A quarta-feira será decisiva para confirmar o time e fazer os últimos ajustes antes do clássico. O mais provável é que Renato mantenha a escalação utilizada na estreia diante do América de Cali, com David Braz na zaga.

“A dupla Kannemann e Geromel dispensa comentários, está entre as melhores do Brasil. Independentemente de quem o Renato optar, o Grêmio estará bem representado. O sistema defensivo do Grêmio sempre foi uma referência, o fundamental é que estamos bem servidos de zagueiros”, diz o goleiro Vanderlei. O argentino esteve ausente do treino de ontem no CT. Kannemann está clinicamente curado de um problema no pé esquerdo, mas sem o ritmo ideal. 

Vanderlei ainda defendeu a manutenção do comportamento da equipe em casa. “Independentemente do jogo, a Libertadores é sempre especial para o atleta. É uma partida que vai parar o Estado”, destaca Vanderlei. O que não deve mudar no Tricolor para o clássico é a postura e a característica de propor o jogo. “A gente precisa vencer dentro da nossa casa, sabemos o quanto são equilibrados os clássicos, mas estamos preparados, focados, vamos dar o nosso melhor. Dentro de casa tem que fazer valer o fator campo”, comenta o goleiro.

E além das questões técnicas e táticas, o fator motivacional tem sido bastante trabalhado nesses dias que antecedem o Gre-Nal. “Não pode dar mole, é um jogo muito difícil, não podemos deixar que eles estejam mais motivados que a gente. É na nossa casa, com o nosso torcedor, vale a liderança. Os dois times vão entrar motivados, quem estiver mais concentrado e errar menos, vai sair vitorioso”, acrescenta Vanderlei. 

O adversário tem sido bastante elogiado nas entrevistas dos jogadores do Grêmio. Todos fazem questão de enaltecer a forma com que o Inter vem jogando. “As duas equipes chegam bem, vivem grande momento. O espetáculo vai ser muito bom para quem assistir”, completa Vanderlei. O último trabalho da equipe acontece hoje à tarde, na Arena, o palco do jogo de amanhã. 



Veja também