Contratado com status de artilheiro, Guilherme segue em busca do primeiro gol pelo Grêmio. O jogador de 27 anos ainda não conseguiu ter sequência de boas atuações desde que retornou e decepcionou uma vez mais na derrota por 2 a 0 para o Novorizontino.

Em 30 jogos pelo clube, somando a passagem anterior em 2016, o atacante tem apenas uma assistência contabilizada, na vitória por 2 a 1 sobre o Guarani, pela 22ª rodada desta Série B. Jamais balançou as redes pelo Tricolor.

O titular de Renato assumiu a missão de substituir Ferreira e tem atuado aberto pelo lado esquerdo do campo, mas já desperdiçou boas oportunidades para marcar. A ansiedade tem sido inimiga.

Eu me acostumei a fazer gols. Onde joguei fiz bastante gols. Aqui, as coisas ainda não aconteceram, mas tenho me dedicado, feito a minha parte e vai sair ao natural. Não posso me cobrar muito, senão gera uma ansiedade negativa

— Guilherme, atacante do Grêmio

Guilherme na derrota do Grêmio para o Novorizontino — Foto: Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio

Guilherme na derrota do Grêmio para o Novorizontino — Foto: Lucas Uebel/Divulgação/Grêmio

A única vez em que Guilherme fez um gol pelo Grêmio foi na decisão por pênaltis contra o Athletico-PR, pelas oitavas de final da Copa do Brasil de 2016, na Arena. Naquela ocasião, Grohe brilhou e garantiu a classificação. Posteriormente, o clube conquistou o quinto título da competição

Guilherme pelo Grêmio

  • 2016: 19 jogos
  • 2022: 11 jogos e 1 assistência

O atacante, curiosamente, sempre deixou a sua marca por onde passou. Marcou gols pela Chapecoense, Botafogo, Al-Faisaly FC e Al Dhafra.

Mas o melhor momento da carreira foi pelo Sport, em 2019. Naquela temporada, marcou 21 gols e deu seis assistências em 49 jogos. Guilherme foi o artilheiro da Série B daquele ano e o principal jogador do Leão na campanha do acesso. A equipe pernambucana terminou na vice-liderança da segunda divisão, atrás apenas do Bragantino.

O destaque fez o jogador ser vendido pelo Grêmio no início de 2020 ao Al-Faisaly FC, pois ainda pertencia ao clube gaúcho e, até então, estava sendo emprestado a outros clubes brasileiros. Dois anos e meio após ser negociado, retornou a Porto Alegre.

Guilherme foi contratado com vínculo até o final de 2024. Neste ano, o jogador tem pela frente oito jogos para deslanchar e mostrar sua importância no retorno à Série A, que o fez ser repatriado pelo Tricolor.



Veja também