Diego Souza marcou os dois gols da vitória do Grêmio por 2 a 1 contra o Caxias, no domingo, no Centenário, no jogo de ida da semifinal do Gauchão. A boa fase deve perdurar. Ao menos é o plano do técnico Tiago Nunes, que inclusive tem conversado com o jogador para manter a produção em alta.

O papo de Tiago com Diego é, também, para que o time do Grêmio dê o suporte para o centroavante seguir balançando as redes adversárias. O jogador de 35 anos chegou aos 11 gols em 10 jogos na temporada 2021 e ganhou elogios do novo chefe em entrevista coletiva após a vitória.

– A conversa (com o Diego) é para tentar criar mais oportunidades para ele, atletas próximos na combinação, movimentos no tempo certo para ter um desgaste menor. A gente tem que dar o suporte para ele manter a regularidade de gols, também envolvendo ele na questão coletiva da parte ofensiva e defensiva. É um prazer poder estar trabalhando com ele – comentou o técnico Tiago Nunes.

Tiago Nunes e Diego Souza em vitória do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Tiago Nunes e Diego Souza em vitória do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Diego fará 36 anos em junho. Mas o fato nada influencia no seu desempenho. Aliás, ele vive o melhor início da carreira após uma temporada em que foi o artilheiro do Brasil.

– O Diego é um atleta que todos acompanhamos há muito tempo, tem uma carreira extraordinária. Um jogador com repertório técnico, inteligência de jogo muito grande, sabe ocupar o espaço no tempo certo – completou o treinador.

Com Diego Souza em alta, o Grêmio se reapresenta no CT Luiz Carvalho nesta segunda-feira, às 15h30. A vitória sobre o Caxias dá ao Tricolor a vantagem do empate no próximo domingo, na Arena, para estar na final do Gauchão pelo quarto ano consecutivo.

Se confirmar a vaga, vai decidir o título em seu estádio. Mas antes, o time encara o Aragua, na quinta-feira, pela Sul-Americana.



Veja também