Degrau por degrau, Thaciano começa a subir na hierarquia do Grêmio. Com o “plano B’ de Renato Gaúcho, formado por três volantes no meio de campo, o jogador surge como alternativa a Maicon sem mudar o estilo de jogo da equipe.

Em seus primeiros dois jogos na temporada, Thaciano executou a função de meia, ao entrar no segundo tempo da vitória de virada sobre o São José e também no 5 a 0 sobre o Esportivo, como titular.

Mas bastou um papo com o técnico Renato Gaúcho para que tudo mudasse. Em entrevista coletiva na quinta-feira, brincou sobre a preferência por atuar como volante, pois, segundo ele, não tem toda a “genialidade” que a função de criação exige.

Thaciano em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Thaciano em treino do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Nas últimas partidas, o meio-campista foi chamado pelo treinador para entrar na vaga de Maicon, um tanto quanto sacrificado como o volante que mais sai para o jogo. Aos 34 anos, o capitão sente o desgaste de atuar em todos os nove compromissos do Grêmio na temporada – só não jogou na Recopa Gaúcha, quando o time de transição foi a campo.

No 3 a 0 contra o Juventude, no sábado passado, Thaciano substituiu Maicon aos 16 minutos do segundo tempo. Já na estreia pela Libertadores, na última terça, entrou no intervalo.

– O Maicon pediu para sair, perna tinha pesado, estava cansado. Coloquei sangue novo. O Thaciano é mais ofensivo, mas ajuda na marcação, tem a puxada que gosto. Deu trabalho ao que o Maicon tem feito – atestou Renato após a vitória sobre o América de Cali.

Thaciano teve boa atuação ao substituir Maicon contra o América de Cali — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Thaciano teve boa atuação ao substituir Maicon contra o América de Cali — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Apesar de refutar a “genialidade” de armadores como Thiago Neves e Jean Pyerre, Thaciano garante que não sentirá dificuldade caso Renato volte a usá-lo no centro da trinca de meias do esquema 4-2-3-1. Polivalente, inclusive já foi testado pelo lado direito nesta formatação.

– Gosto de jogar tanto de volante quanto de meia, me sinto à vontade para defender e atacar. Renato dá total liberdade, conversamos muito. Quando estou em campo, ele fala para usar minha força para ir ao ataque e ajudar na defesa. Me sinto muito bem.

“Fazendo minha autocrítica, venho evoluindo de 2018 para 2019, para 2020. Comecei (o ano) com lesão, mas a expectativa é de fazer um ano maravilhoso no Grêmio” (Thaciano)

Desde 2018 no clube, Thaciano tem contrato a cumprir até o final de 2022. Deve atuar pelo time reserva do Grêmio no domingo diante do Pelotas, na Boca do Lobo, pelo Gauchão. A equipe treina na tarde desta sexta-feira e na manhã de sábado.



Veja também