Mesmo com o futebol parado pela pandemia de coronavírus, o goleiro Julio César encaminha seu futuro fora do Grêmio. Atual terceira opção para a posição, o jogador já tem uma negociação encaminhada com uma equipe espanhola para o final do contrato, em dezembro de 2020.

As negociações estão avançadas, embora ainda não haja nada assinado. Não há interesse da parte do atleta em antecipar a saída do Tricolor com perda financeira. Essa hipótese seria considerada se o clube concordasse em pagar os valores referentes ao restante do contrato.

Julio César tem sido pouco aproveitado pelo técnico Renato Gaúcho — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Julio César tem sido pouco aproveitado pelo técnico Renato Gaúcho — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Como seu vínculo vai até dezembro, Julio César pode assinar um pré-contrato com qualquer equipe a partir de junho. Conforme apurou o GloboEsporte.com, um clube espanhol já mostrou interesse em contratar o goleiro ao final do contrato com o Tricolor.

Com a chegada de Vanderlei e a ida de Paulo Victor para a reserva, o goleiro passou a ser o terceiro nome na hierarquia, à frente apenas de Brenno e Phelipe, ambos da base.

Contratado no início de 2019, o goleiro chegou ao Grêmio para disputar a titularidade com Paulo Victor, após a saída de Marcelo Grohe para o futebol da Arábia Saudita. Mas jamais se firmou na posição.

Julio ainda ficou marcado na derrota por 5 a 4 para o Fluminense, na Arena, no primeiro turno do Brasileirão do ano passado. Naquela partida, o Grêmio vencia por 3 a 1 no primeiro tempo quando, aos 40 minutos, ele tentou driblar o hoje companheiro Luciano dentro da área, foi desarmado e sofreu o segundo. O time carioca chegaria à virada na etapa final.

Revelado no futebol paranaense, Julio César tem passagens por Botafogo, Benfica, Belenenses, Getafe, Granada e Fluminense. O goleiro de 33 anos fez 13 partidas pelo Grêmio no ano passado e ainda não foi utilizado em 2020.



Veja também