“Temos que caprichar mais”, avalia Renato Portaluppi

Treinador não gostou do “último passe” do Grêmio na vitória sobre o Cruzeiro

25 de fevereiro de 2017 - Às 20:47
Foto: Lucas Uebel

O técnico Renato Portaluppi comemorou os três pontos obtidos com a vitória do Grêmio por 2 a 0 sobre o Cruzeiro, na tarde deste sábado, em Gravataí. Entretanto, não gostou do desempenho ofensivo do Tricolor, em especial, a “penúltima jogada” ou “jogada semifinal” no jargão utilizado pelo ex-técnico gremista Roger Machado.

“O mais importante de tudo é o resultado. Agora, o time não foi bem. Não vou ficar me iludir porque ganhamos o jogo. Cometemos bastante erros, mas não adianta ficar falando deles. Sei onde erramos, vamos conversar com o grupo e tentar acertar”, declarou o treinador. “Nos precipitamos no último passe. Não tivemos a tranquilidade, que não é sinônimo de preguiça. Se tivéssemos caprichado mais teríamos feito mais dois ou três gols. Dois a zero é um resultado perigoso. Mesmo com um a menos, se sofrermos um gol, ia complicar”, explicou.

Portaluppi voltou a afirma que a sua equipe precisa “gostar de fazer gol” e que, se tivesse sido um pouco mais precisa, poderia ter goleado fora de casa. Apesar dos erros, o técnico entende que a equipe está no caminho certo e evoluindo com o passar dos jogos.

“O Barcelona e o Real Madrid têm erros. O que não podemos é ter erros infantis. Especialmente, no segundo tempo, quando tínhamos um jogador a mais. Esses erros não podem acontecer. Temos que nos portar melhor dentro de campo e precisamos gostar de fazer gols, pois eles são importantes no campeonato. Poderíamos ter saído com quatro ou cinco, se tivéssemos um pouco mais de tranquilidade no último passe”, declarou Portaluppi.

O grupo do Grêmio folga no domingo e na segunda-feira. A reapresentação ocorre na terça-feira, ainda sem horário divulgado pela assessoria de imprensa do clube.



Veja também