Temos mais dificuldades com as equipes de baixo da tabela, lamenta Ramiro

Volante concorda que Grêmio entrou “mais relaxado” do que o Vasco em São Januário

23 de julho de 2018 - Às 16:00
Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Flickr / Divulgação / CP

Ramiro não concorda com aqueles que acham que faltou motivação para o Grêmio na derrota para o Vasco, no último domingo, em São Januário. Entretanto, concorda com Renato Portaluppi, o time entrou “desligado” no início da partida. O jogador lamentou o resultado, pois, em caso de vitória, o Tricolor pularia para a terceira posição do Brasileirão.

“Quando pegamos equipes de cima da tabela, tivemos atuações e resultados melhores. Quando pegamos as de baixo, acabamos tendo um pouco de dificuldade. Talvez pela postura que elas entram em campo. Tornam cada jogo uma decisão. Talvez, tenhamos entrado um pouco mais relaxado do que a equipe deles. Vieram para jogar a partida da vida e nós demoramos para entrar no jogo”, afirmou o volante.

Nas 14 rodadas disputadas pelo clube no Brasileirão, o Grêmio enfrentou sete clubes que estavam abaixo dos 10 primeiros classificados (Ver tabela no fim do texto), venceu três, empatou com dois e perdeu para outros dois. Desta forma, fez 52% de aproveitamento contra os “lá de baixo da tabela de classificação”.

Ramiro lembrou da dificuldade de jogar o Campeonato Brasileiro e pediu tranquilidade e paciência para todos, pois considera normal o “perde e ganha” em uma competição tão difícil como o nacional. Aos ser questionado como pode o Grêmio alternar entra a atuação contra o Atlético-MG e contra o Vasco, o jogador foi direto. “Eu discordo. Não fomos tão mal como estão falando. Não é uma derrota que vai definir que o trabalho está sendo feito de uma maneira errada. Não vamos vencer ou jogar bem como na última quarta-feira sempre. Isso é importante salientar. Dificuldades são impostas durante a competição. Eles tiveram mais méritos e saíram com a vitória”, declarou.

Ramiro ainda rechaçou a opinião daqueles que indicaram a falta de motivação do Grêmio contra o Vasco para justificar o resultado negativo. “Acho que não (faltou motivação). Competimos de igual para igual. Fora de casa, é normal as equipes fazerem uma pressão. Depois controlamos o jogo, mas já estava 1 a 0 para eles e ficou mais difícil ter que correr atrás do placar. A equipe deles taticamente é muito bem treinada e adotou uma postura que deu certo”, ressaltou.

O Grêmio volta aos treinamentos nesta segunda-feira, às 15h30min, no CT Luiz Carvalho. Na quarta-feira, às 19h30min, na Arena, os comandados de Renato Portaluppi enfrentam o São Paulo, vice-líder do Brasileirão, com 29 pontos, seis a mais que o tricolor gaúcho.

• Confira os jogos e a situação do adversário que enfrentou o Grêmio:

1ª Rodada – Cruzeiro 0x1 Grêmio – Primeiro jogo

2ª Rodada – Grêmio 0x0 Atlético-PR – era 2º colocado

3ª Rodada – Botafogo 2×1 Grêmio – era 14º colocado

4ª Rodada – Grêmio 5×1 Santos – era 9º colocado

5ª Rodada – Grêmio 0x0 Inter – era 13º colocado

6ª Rodada – Paraná 0x0 Grêmio – era 20º colocado

7ª Rodada – Ceará 0x1 Grêmio – era 19º colocado

8ª Rodada – Grêmio 0x0 Fluminense – era o 2º colocado

9ª Rodada – Bahia 0x2 Grêmio – era o 17º colocado

10ª Rodada – Grêmio 0x2 Palmeiras – era o 7º colocado

11ª Rodada – Grêmio 1×0 América-MG – era o 11º colocado

12ª Rodada – Sport 0x0 Grêmio – era o 7º colocado

13ª Rodada – Grêmio 2×0 Atlético-MG – era o 2º colocado

14ª Rodada – Vasco da Gama 1×0 Grêmio – era o 11º colocado



Veja também