Técnico Roger admite atuação ruim do Grêmio diante do Toluca

Técnico lamentou atuação abaixo e diz que altitude não foi determinante na derrota

18 de fevereiro de 2016 - Às 06:46
Foto: Eduardo Moura
Foto: Eduardo Moura

O Grêmio tinha a expectativa de iniciar a Libertadores com o pé direito, mas a má atuação da equipe diante do Toluca deixa preocupação para o Tricolor que atuou de forma apática em mais uma partida.

O Grêmio esteve com um a mais em campo durante grande parte do jogo, mas não conseguiu exercer pressão ou superioridade e sucumbiu diante dos mexicanos:

– O gol logo no inicio, onde iria de fato exercer a superioridade, reforçou a estratégia do adversário de se defender e sair com jogadores rápidos. Nossa circulação de bola não teve velocidade para que a gente conseguisse furar o bloqueio defensivo rival. Conseguimos jogar pouco à frente da linha da bola. A derrota veio da forma como não gostaríamos, mas temos que absorver, aceitar que a gente jogou abaixo, que o adversário teve mérito mesmo com um a menos – avalia o treinador.

No final do jogo, a equipe do Grêmio não conseguia reagir. O técnico Roger falou que não foi por motivo da altitude:

– Não vou atribuir o fator altitude ao insucesso, mas não posso deixar de frisar que há um desgaste maior, principalmente depois de fazer força para tentar empatar, muito embora o adversário com um  jogador a menos defendeu-se bem e contra-atacou. O desgaste é natural pela força e pelo desgaste da altitude – ressalta Roger.

O Tricolor volta a campo pela competição continental no próximo dia 2, às 21h45, contra a LDU, na Arena



Veja também