Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

A goleada de 6 a 2, diante do Aragua na última quinta-feira, na Venezuela, manteve o Grêmio com 100% de aproveitamento na Sul-Americana. Mais do que isso o Tricolor passa a defender a melhor campanha na competição.

Mas por que isso é importante? Porque, assim como na Libertadores, o primeiro colocado entre os oito classificados tem a vantagem de decidir em casa todos os mata-matas. Na Sul-Americana, apenas o líder de cada chave avança às oitavas de final. Os adversários serão os oito terceiros colocados da Libertadores.

Os confrontos deste primeiro mata-mata saem de sorteio na sede da Conmebol, previsto para junho. Não há possibilidade de duelos entre os times que avançaram pela Sul-Americana.

Nas quartas e semifinal, caso ocorram novos duelos entre classificados da Sul-Americana e oriundos da Libertadores, a vantagem de decidir em casa sempre será dos times da “Sula”. Os donos das melhores campanhas na fase de grupos também carregam o bônus de fazer o segundo jogo em casa.

Somente a final ocorre em campo neutro, com jogo único. Em 2021, a decisão está marcada para 6 de novembro, no Estádio Centenário, em Montevidéu.

Ricardinho comemora gol do Grêmio contra o Aragua pela Sul-Americana — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

Ricardinho comemora gol do Grêmio contra o Aragua pela Sul-Americana — Foto: Lucas Uebel/DVG/Grêmio

A vitória contra os venezuelanos deixou o Grêmio com 15 pontos, líder isolado do Grupo H e vaga garantida nas oitavas de final. Athletico-PR, no Grupo D, e Peñarol, no Grupo E, somam 12 pontos cada.

Logo, o Grêmio é hoje o dono da melhor campanha da Sul-Americana. Tem a seu favor a pontuação e o saldo de gols, com 16 (Penãrol tem 12, e Athletico-PR, 3).

O Tricolor ainda pode perder o posto na última rodada, quando enfrenta o La Equidad no Equador. O Furacão recebe o Aucas na Arena da Baixada, e os uruguaios enfrentam o Sport Huancayo, no Peru.

Confira os cenários:

  • Vitória do Grêmio: melhor campanha geral com 18 pontos e 100% de aproveitamento;
  • Empate: melhor campanha geral com 16 pontos;
  • Derrota: torce para que Peñarol e Athletico não vençam seus jogos. Se vencerem, terão de tirar a diferença no saldo de gols – quatro para o Peñarol e 13 para o Athletico.

Todos os jogos ocorrem na semana que vem. O Tricolor entra em campo contra os colombianos na quinta-feira, às 21h30.

Mas no domingo tem a final do Gauchão contra o Inter, na Arena. No jogo de ida, o Grêmio venceu o clássico por 2 a 1 e agora joga por um empate para ser campeão. Se perder por um gol, a decisão vai para os pênaltis.



Veja também