O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) aceitou o pedido de efeito suspensivo do Grêmio contra a punição de três perdas de mando de campo pelas brigas da torcida na partida contra o Cruzeiro. Com isso, o Tricolor poderá mandar seus jogos na Arena até o julgamento do recurso no Pleno do Tribunal, ainda sem data marcada.

O clube foi punido com a perda de três mandos de campo na Série B, exatamente os três últimos que restam para o Tricolor em casa, por conta das brigas nas arquibancadas do estádio no empate em 2 a 2 com o Cruzeiro. Além disso, o Grêmio também recebeu multa de R$ 100 mil.

A decisão foi na terça-feira, horas antes da partida contra o Sport. Desde então o setor jurídico tricolor se reuniu para apresentar um pedido de efeito suspensivo, o que ocorreu na última quinta. Fez parte da defesa o fato do clube ter cooperado com a identificação dos envolvidos na confusão e também de que a decisão não foi unânime.

Briga da torcida do Grêmio na Arena — Foto: João Victor Teixeira

Briga da torcida do Grêmio na Arena — Foto: João Victor Teixeira

Com isso, a equipe está autorizada comandar os jogos contra CSA, Bahia e Brusque na Arena. Se o pedido do Grêmio não fosse acatado, iria precisar sediar suas partidas em algum estádio que esteja, no mínimo, a um raio de 100 quilômetros de distância de Porto Alegre.

A Procuradoria denunciou o clube gaúcho nos artigos 211 (deixar de garantir segurança para a realização da partida) e 213 (deixar de tomar providências para prevenir desordens). No entanto, respondeu apenas pelo segundo, pois no primeiro foi absolvido.

Antes de receber o CSA, o Tricolor encara nesta semana o Sampaio Corrêa, no Maranhão, pela 32ª rodada do Brasileirão. A bola rola a partir das 19h, no estádio Castelão, em São Luís.



Veja também