Há mais de 11 anos, Douglas Costa era avisado na concentração do Grêmio, em Bento Gonçalves, de sua transferência para o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia. Era um jovem de 19 anos em busca do sonho do futebol europeu, embora mal tenha conseguido viver o seu em Porto Alegre. Em 2021, volta ao clube do coração justamente para cumprir essa etapa com participação ativa no negócio.

Douglas Costa estreou em outubro de 2008, com gol marcado em vitória sobre o Botafogo — ao sair de campo, inclusive, citou que estava feliz porque estreara pelo clube do coração. A reestreia ainda não tem data marcada, mas será com a camisa 10 às costas, uma escolha pessoal do atleta.

O atacante entrou em contato com o meia Jean Pyerre, atual “detentor” do número, após a vitória sobre o Aragua, e pediu para usar o camisa. O jovem aceitou de bom grado e comemorou o acerto com o mais novo companheiro. A informação foi divulgada pelo Uol Esporte e confirmada pelo ge.

Este foi um dos últimos atos em uma negociação que contou com a participação ativa de Douglas. Seja pelo desejo de retornar, seja pelo contato permanente com a Juventus em busca da liberação. O atacante também baixou a pedida salarial e foi quem convidou os dirigentes do Grêmio para uma reunião.Sempre foi o time do meu coração. Casou bem tudo aquilo que já vivi lá fora, os meus filhos também estarem aqui, minha família toda ser gremista. Tenho diversos amigos que vão ficar enlouquecidos com tudo isso.— Douglas Costa

Douglas Costa em seus primeiros passos pelo Grêmio, em 2008 — Foto: Rodrigo Fatturi/Divulgação Grêmio

Douglas Costa em seus primeiros passos pelo Grêmio, em 2008 — Foto: Rodrigo Fatturi/Divulgação Grêmio

Douglas Costa viveu altos e baixos na relação com treinadores do Grêmio, mas sempre foi visado pelos europeus. Com destaque no Mundial sub-20 pela Seleção, enfim ganhou espaço no time. Valorizado, em janeiro de 2010 acabou vendido por 6,5 milhões de euros ao Shakhtar, cerca de R$ 20 milhões na época.

Balançou as redes apenas duas vezes em 37 partidas pelo Grêmio, conforme dados da GrêmioPedia. Não conquistou nenhuma taça. Tudo isso pesou na hora de definir, aos 30 anos, o retorno a Porto Alegre. Estará, claro, perto da família, das irmãs, dos filhos, da mãe.

Mas também, pelo que ouviu o ge, volta para cumprir o sonho de vestir a camisa do Grêmio com sequência, gols e a intenção de conquistar títulos. Internamente, se fala muito da motivação do atacante na negociação e do quanto se comprometeu para o negócio dar certo.

O próprio jogador relatou isso em vídeo publicado em seu canal no Youtube. A estratégia de comunicação faz parte também da volta, já que diversos conteúdos foram produzidos especificamente para o momento.

— Chego numa idade, num patamar no qual eu posso fazer a minha história dentro do Grêmio. É isso que venho buscar, venho tentando construir e onde eu quero chegar — destaca Douglas.Com certeza eu vou pegar tudo isso, levar para dentro de campo e devolver para o torcedor, para todas as pessoas que me apoiaram desde o início. E carrego o Grêmio há muito tempo. Agora, vou carregar dentro do campo.— Douglas Costa

A presença de Douglas Costa também engrossa no elenco o número de atletas que servem de exemplo internamente. Rafinha tem esse papel desde sua chegada, além, claro, dos capitães Pedro Geromel e Maicon.

Alguns jogadores, por exemplo, fizeram postagens sobre a contratação pelo Grêmio. O goleiro Brenno e o volante Mateus Sarará, este ainda no time sub-21, destacaram o post do clube gaúcho em seus perfis pessoais. Esse tipo de animação também é valorizado pelos dirigentes.

Douglas Costa fica emprestado pela Juventus até junho de 2022. Se até o fim de 2021 os italianos não exercerem a opção de renovar com o atacante, ele assina contrato definitivo com o Grêmio até dezembro de 2023 ao término do vínculo de empréstimo.

O Tricolor arcará com os custos do atacante, que precisou acertar com a Juventus também os vencimentos deste último ano de contrato.



Veja também