Os sócios do Grêmio manifestaram sua aprovação quase unânime ao presidente Romildo Bolzan Jr. neste sábado. Em assembleia geral, 98% dos participantes aprovaram as mudanças no estatuto do clube que permitem ao presidente concorrer à reeleição para um terceiro mandato à frente do Conselho de Administração, por mais três anos.

Após o Conselho Deliberativo aprovar as alterações, foi a vez do sócio tricolor exercer seu direito de voto. Neste sábado, entre as 10h até às 15h, foram mais de 4.200 votantes, sendo 86% dos votos pela internet e 13% de forma presencial, na Arena. Por volta das 15h20, o presidente do Conselho Deliberativo Carlos Biedermann comunicou à imprensa o resultado de 98% de aprovação.

– Agora (o presidente Romildo) está apto concorrer a um mandato de três anos. Essa disposição, desse dispositivo das mudanças transitórias do clube, foi aprovado por 98% dos votantes. É com muita satisfação que comunicamos esse resultado — disse Biedermann em entrevista coletiva.

Romildo Bolzan Jr. assumiu a presidência do Grêmio em 2018 — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

A chance de Romildo concorrer novamente surgiu por conta de mudanças recentes no estatuto, que permite apenas uma reeleição. Como em setembro de 2015 foi aprovada a alteração no tempo de mandato de presidente de dois para três anos, surgiu a interpretação de que o mandatário concorreria pela primeira vez à reeleição nos novos termos. Entendimento que foi aprovado pelos conselheiros e agora pelos associados.

Romildo Bolzan foi eleito presidente do Grêmio em outubro de 2014, para um mandato de dois anos. Em novembro de 2016, acabou reeleito por outros três anos. Nesse período, o Grêmio conquistou a Copa do Brasil (2016), a Libertadores (2017), o Gauchão (2018 e 2019), a Recopa Sul-Americana (2018), além da Recopa Gaúcha (2019).



Veja também