Na zona de rebaixamento desde o começo do Brasileirão, o Grêmio desperdiçou no domingo (26), contra o Atlhetico-PR, a chance de sair das quatro últimas posições do campeonato. Após a partida, Luiz Felipe Scolari projetou que a aflição poderá durar mais algumas rodadas.

— Não temos nada resolvido, estamos na parte debaixo. Não é fácil sair. Não vai ser fácil, mas vamos sair. Provavelmente com as atuações que estamos tendo, mas corrigindo esses detalhes — disse o treinador na entrevista pós-jogo.

Uma nova oportunidade surgirá na próxima rodada, quando o Tricolor enfrentará o Sport na Arena. O time pernambucano é um dos dois que está atrás da equipe gaúcha na classificação. Além do Rubro-Negro, os gremistas também jogarão em casa contra o Cuiabá, na rodada seguinte.

E uma esperança pode aparecer para a torcida em meio a uma série de más notícias. Desde que chegou assumiu o Grêmio, Felipão tem 20 pontos conquistados em 12 jogos no Brasileirão, o que dá um performance de 55,5%. Nas partidas disputadas na Arena, o técnico pentacampeão mundial ganhou 61,1% dos pontos disputados, com três vitórias, dois empates e uma derrota.

Antes de sua chegada, sob o comando de Tiago Nunes, a equipe tinha conquistado apenas dois dos 12 pontos jogados em casa, o que dá o ridículo aproveitamento de 16,6%.

Os números de Scolari na Arena só diminuem se forem computados os confrontos de Copa do Brasil e Sul-Americana. Somadas estas competições à campanha do Brasileirão, a média cai para 51,85% em nove jogos realizados.

Veja os números de Felipão na Arena:

No Brasileirão:

6 jogos
3 vitórias
2 empates
1 derrota
11 pontos em 18
61,1% de aproveitamento
7 gols marcados
3 gols sofridos

Em todas as competições:

9 jogos
4 vitórias
2 empates
3 derrotas
14 pontos em 27 disputados
51,8% de aproveitamento
9 gols marcados
9 gols sofridos



Veja também