Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

Uma cirurgia no joelho direito tira Geromel de combate desde o início da temporada. Kannemann, com edema ósseo no pé esquerdo, dificilmente estará recuperado a tempo. Ou seja, o Grêmio vai para o Gre-Nal da semifinal do primeiro turno do Gauchão sem a defesa titular e invicta em clássicos.

Assim, David Braz e Paulo Miranda, os substitutos, usam a semana cheia para aprimorar o entrosamento. Até porque os dois juntos também não perderam jogos para o Inter. Só que a amostra é de apenas uma partida: o empate em 1 a 1 pelo Brasileirão do ano passado, com direito a gol contra de Paulo.

Lado a lado, Geromel e Kannemann têm oito clássicos disputados, com três vitórias e cinco empates. Mas o primeiro ainda nem possui estimativa de retorno aos gramados após operar o joelho direito.

O argentino não trabalha com bola desde o dia 30 de janeiro e vivia expectativa de voltar nesta semana. No entanto, isso não ocorreu até esta quinta.

Por sua vez, David Braz e Paulo Miranda foram titulares nas últimas duas partidas. Na vitória por 5 a 0 sobre o Esportivo, não tiveram maiores problemas. Porém, na derrota por 2 a 1 para o Aimoré, passaram por apuros com os contra-ataques em velocidade. Suaviza a favor deles o fato de o time todo não ter feito uma boa apresentação.

– Não vou falar da parte defensiva, do meio, do sistema ofensivo. Perdemos e não fizemos uma boa partida, principalmente no primeiro tempo, muito abaixo do adversário. Melhoramos um pouquinho no segundo, ms não o suficiente. Perdemos na hora que podíamos ter perdido. Agora é melhorar para a semifinal – limitou-se a dizer Renato Gaúcho no último domingo.

Na tarde desta quinta e na manhã de sexta, o Grêmio ainda treinará antes do Gre-Nal decisivo. São as últimas duas possibilidades para Kannemann aparecer no clássico e ter um fio de esperança para o jogo de sábado, às 16h30, no Beira-Rio. A partida será transmitida ao vivo pela RBS TV.



Veja também