Sem vencer o Figueirense no Olímpico há 9 anos, Grêmio enfrentará nova retranca

16 de agosto de 2012 - Às 17:07
Como se não bastasse a dificuldade do Brasileirão, onde os times são muito nivelados, o Grêmio terá que jogar contra um tabu e contra uma baita retranca do Figueirense neste domingo.
Após ter muitas dificuldades contra Sport e Bahia, e perder para a Portuguesa, o Grêmio mais uma vez enfrentará um dos chamados ‘pequenos’, que jogará, sem dúvida, na retranca.
O time do Figueirense, porém, não perde para o Grêmio no Olímpico há 9 anos, ou cinco jogos, sendo dois empates e três triunfos dos catarinenses. No ano passado, o Grêmio foi derrotado por 3 a 1 com grande atuação de Wellington Nem.
Segundo Luxa, a receita é a paciência:
– Não existe ganhar um jogo de 5 a 0. Tem de ter paciência e saber que os times vão se retrancar aqui – avisou. – O que aconteceu (derrota para a Lusa) poderia ter acontecido diante de Sport e Bahia (vitórias por 3 a 1). A bola bate na trave e não entra. A derrota acontece.
O capitão Gilberto Silva
 – Todos nossos jogos em casa são assim. Todo jogo é a mesma coisa. Portuguesa, Fluminense, outros times, todos jogaram fechados e tentando a sorte em saídas no contra-ataque. Alguns conseguimos vencer, outros não, como o Atlético-MG. Ninguém joga de igual para igual com o Grêmio aqui. Quando sai um gol, fica ainda mais complicado. Temos que cuidar esta questão. A falta de atenção não pode nos fazer tomar mais gols – aponta.


Veja também