O Grêmio encara o Atlético-GO, nesta segunda-feira, às 20h, no estádio Antônio Accioly. Será o primeiro de um conjunto de três partidas como visitante nos próximos quatro compromissos tricolores em busca de deixar a zona de rebaixamento do Brasileirão.

O técnico Vagner Mancini encara o Dragão e depois terá mais uma semana de trabalho, a última antes da maratona até o fim de 2021. O jogo seguinte é contra o Palmeiras em Porto Alegre. Depois, vem o duelo atrasado com o Atlético-MG, da 19ª rodada, no Mineirão, e o confronto com o Inter no Beira-Rio.

O Tricolor tem urgência em conseguir vitórias na briga contra o rebaixamento. O que significa pontuar longe de Porto Alegre. Até omo mento, são sete triunfos em 25 jogos no Brasileirão, com três destas conquistadas como visitante, sobre Fluminense, Cuiabá e Flamengo.

– Nessa situação que estamos, todos os jogos são difíceis, a gente sempre entra para vencer sempre, buscando a vitória. Agora não vai ser diferente, estamos trabalhando forte, melhorando os pontos que precisamos melhorar para minimizar os erros. Vamos para esses quatro jogos para conseguir as vitórias e também para dar uma respirada no campeonato – destacou o goleiro Brenno.

Kannemann em recepção de torcedores do Grêmio em Goiânia — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Kannemann em recepção de torcedores do Grêmio em Goiânia — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

A torcida também entendeu a necessidade da equipe. Se o jogo será longe, os gremistas foram ao aeroporto para um último “calor” gremista e mostrar o apoio. O jogo contará com presença de torcedores tricolores no Estádio Antônio Accioly.

Aliás, os gremistas estiveram em peso também na chegada da delegação ao hotel em Goiânia. Torcedores estiveram no local para apoiar os jogadores. Kannemann foi até o grupo para cumprimentá-los e tirar fotos.

A última vitória longe de casa, sobre o Rubro-Negro, ocorreu há um mês. Desde então, o Tricolor jogou contra Athletico, Santos e Fortaleza e foi derrotado nas três oportunidades. Aquele jogo foi o último no qual a equipe gaúcha não levou gols.

O resultado para o Peixe, inclusive, motivou as mudanças na comissão técnica. Felipão deixou o clube e Thiago Gomes comandou a equipe contra o Leão. Depois deste jogo, o então vice de futebol Marcos Herrmann foi quem saiu. Dênis Abrahão foi o escolhido para a função.

Mancini tem o retorno de Borja para a partida, embora o colombiano deva começar no banco de reservas. A escalação deve ser a mesma da vitória sobre o Juventude, com Paulo Miranda na defesa apesar do retorno de Ruan, que estava suspenso na rodada anterior. Lucas Silva e Geromel são desfalques.

Jogadores do Grêmio agradecem torcida no aeroporto — Foto: Lucas Uebele/Grêmio

Jogadores do Grêmio agradecem torcida no aeroporto — Foto: Lucas Uebele/Grêmio

Com 26 pontos, o clube gaúcho é o vice-lanterna da competição. Precisa vencer o Dragão e torcer que o Sport não ganhe do Palmeiras, nesta segunda-feira, no Allianz Parque, para deixar a zona de rebaixamento.



Veja também