Sem propostas, Diego Churín permanece no Grêmio

Contrato do centroavante tem duração até o final de 2022

12 de janeiro de 2022 - Às 17:25
Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Contratado em 2020, Diego Churín ainda não deslanchou no Grêmio. Foram poucas oportunidades na Arena, mas o centroavante é elogiado pelo envolvimento com o clube. Foi flagrado chorando após uma derrota que colaborou com o rebaixamento. Apesar da procura do mercado futebol sul-americano, o argentino deve permanecer em Porto Alegre.

A direção gremista e o estafe do atleta confirmam sondagens, porém garantem que nada oficial foi apresentado pelo jogador, que em dezembro completou 32 anos. Equipes do futebol paraguaio, chileno e argentino buscaram informações sobre a possibilidade de transferência.

— A prioridade é ficarmos no Grêmio. Estamos muito focados em poder ajudar muito na campanha — relatou Maxi Pra, agente de Churín.

Contratado no último trimestre de 2020, o atleta realizou apenas 39 jogos com a camisa do Tricolor, sendo titular em apenas 13 ocasiões. Anotou cinco gols. O valor pago pelo atacante foi de U$S 1,5 milhão.

O acordo entre as partes tem duração até o final de 2022. Há cláusula contratual que prevê renovação por mais uma temporada baseada no rendimento em campo. Para o setor esportivo, além de Churín, a comissão técnica conta com Diego Souza e o jovem Elias.



Veja também