Autor de gols nos últimos Gre-Nais, Pepê passou em branco na derrota no clássico 429. O atacante de 23 anos — que tem negociação alinhavada com o Porto-POR — não marca há oito jogos, somando 619 minutos de seca. Ele teve a sua fase avaliada por Renato Portaluppi na entrevista coletiva após o duelo no Beira-Rio.

— Tem certas coisas que eu falo somente com o presidente, com a diretoria. Trocamos ideia aqui dentro e resolvemos os problemas aqui. Não adianta expor algumas coisas que acontecem dentro do clube. Uma pergunta que vocês poderiam fazer é para o empresário do Pepê. Ele vinha jogando, nos ajudando, fazendo gols e tendo grandes atuações. Foi só falar que tinham várias propostas e deu no que deu — analisou o treinador após a derrota.

O último gol de Pepê foi no dia 19 de dezembro, no empate contra o Sport. De acordo com a cotação de GZH do Gre-Nal 429, ele foi o pior em campo do Tricolor. O atacante, inclusive, deu lugar a Ferreira, que criou mais em menos tempo.

O atacante passou em branco nos jogos contra São Paulo (duas vezes), Atlético-GO, Bahia, Fortaleza, Palmeiras, Atlético-MG e Inter. Na atual temporada, ele marcou 14 gols: três no Gauchão, três na Libertadores e oito no Campeonato Brasileiro.

Ao todo, ele atuou em 51 jogos, sendo titular em em 41 deles e disputando 3.727 minutos. O jogador tem uma negociação encaminhada com os portugueses, que devem pagar 15 milhões de euros (quase R$ 100 milhões na atual cotação) por 70% dos direitos do atleta.

Além disso, a diretoria não abre mão de que ele dispute as finais da Copa do Brasil e ainda deve manter um percentual de venda futura do jogador.



Veja também