Sem Diego Souza, Grêmio treina jogadas de ataque para enfrentar o Aimoré

Centroavante foi ao Recife, onde cobra salários atrasados do Sport

5 de fevereiro de 2020 - Às 12:29
José Alberto Andrade / Agência RBS

Depois de ter falado em força máxima para enfrentar o Aimoré no próximo domingo (9), em São Leopoldo, o técnico Renato Portaluppi iniciou os trabalhos específicos para o jogo cobrando força ofensiva de seus jogadores. Os titulares do Grêmio contra o Esportivo estiveram no campo e exercitaram muito as jogadas de ataque, inclusive com a participação de atletas de outros setores do time. 

Autor de um gol na segunda-feira e outro no jogo-treino contra o Cruzeiro na tarde de terça, Diego Souza esteve ausente da atividade. O centroavante teve de ir ao Recife, onde compareceu a uma audiência na 14ª Vara do Trabalho, que cobra cerca de R$ 1 milhão em salários atrasados na última passagem do atleta pelo Sport. 

Os zagueiros Geromel e Kannemann seguem trabalhos de recuperação das respectivas lesões, e Jean Pyerre fez apenas corridas no gramado. O meia não tem previsão de retorno, embora a expectativa de que esteja apto para a estreia tricolor na Libertadores, contra o América de Cáli, no dia 4 de março. 

As jogadas de ataque treinadas por Renato consistiam na subida de jogadores pela lateral do campo, cruzamentos e a obrigação da conclusão imediata. Durante 40 minutos, esta foi a atividade, seguida por um trabalho com campo reduzido e elenco dividido em três times. 

Diego Souza deverá estar apto para jogar contra o Aimoré, mas não é certo que comece a partida. Já Thiago Neves, autor de dois gols no jogo-treino contra o Cruzeiro, tem boas chances de iniciar a partida em São Leopoldo. Com a demora na recuperação de Jean Pyerre, o meia é favorito para ser titular no meio-campo. O Tricolor ainda fará três treinamentos antes do jogo de domingo. 



Veja também