Foto: Eduardo Moura/ge

O Brasileirão 2020 está sendo finalizado e pela terceira edição consecutiva o Grêmio pode terminar o torneio sem nenhuma defesa de penalidade por um goleiro do clube. Até o momento, foram oito cobranças convertidas apenas na atual disputa do campeonato. Os dois arqueiros gremistas, Vanderlei e Paulo Victor, já foram superados no quesito.

O titular, que chegou ao Tricolor no início da temporada, sofreu sete gols de pênalti. Gabigol, Iago Maidana, Thiago Galhardo, duas vezes Marinho, Hyoran e Edenilson foram os algozes do dono da camisa 27.

No decorrer da carreira, Vanderlei sempre foi apontado como goleiro seguro e de explosão, mas não consegue repetir o desempenho em pênaltis na Arena. No Santos, sua antiga equipe, ele era apontado como referência enquanto titular justamente também por conseguir pegar cobranças.

Já Paulo Victor foi a vítima contra Wilson no último domingo (31). No Tricolor desde 2017, foi justamente o camisa 1 o último a defender pênalti com bola rolando contra o Atlético-MG, em chute de Robinho, pelo Brasileirão daquele ano. Depois, mas em disputa após dois empates nas finais do Gauchão de 2019, conseguiu ser destaque na conquista do título ao fazer três defesas.

A curiosidade é que nas últimas rodadas, contra Atlético-MG, Inter e Coritiba, três faltas dentro da área foram marcadas. Apenas na derrota por 4 a 2 para o Flamengo, os comandados de Renato Portaluppi não cometeram pênalti.

Internamente, o clube acredita que os números ruins em penalidades ocorrem por coincidênncia. O trabalho do preparador de goleiros, Mauri Lima, contratado no início de 2020, é elogiado e acredita-se que faltam detalhes para que esse número seja revertido.

Pênaltis contra o Grêmio no Brasileirão 2020:

  • Gabigol – Flamengo
  • Iago Maidana – Sport
  • Thiago Galhardo – Inter
  • Marinho – Santos (2)
  • Hyoran – Atlético-MG
  • Edenilson – Inter
  • Wilson – Coritiba


Veja também