Foto: Eduardo Moura

O Grêmio embarca na manhã desta segunda-feira para o Chile, onde enfrenta o Deportes Iquique às 19h30 de quarta, pela Libertadores, sem Bolaños, o expoente da equipe no ano. Por outro lado, terá novamente Lucas Barrios, destaque da goleada por 4 a 1 no Guaraní, na última quinta, com três gols marcados. Na criação, terá Luan, outra vez alvo de críticas da torcida, ainda mais após errar um pênalti contra os paraguaios. Para tirar o melhor do atacante, o Grêmio aposta no “carinho” de Renato e em uma nova conversa ao pé do ouvido.

A maioria dos muxoxos contra o camisa 7 recaem sobre uma suposta “sonolência” dele em campo. De fato, Luan ainda não deslanchou no ano. Porém, sua participação efetiva na equipe é demonstrada em números. Até o momento, soma seis gols e quatro assistências em 2017. Ou seja, tem participação direta em 27% dos 37 tentos tricolores na temporada.

Nos dois quesitos, aliás, o camisa 7 ocupa o segundo posto no elenco. Em gols, está ao lado de Barrios e atrás somente de Bolaños, que já fez oito. Em “pifadas” aos companheiros, perde somente para Pedro Rocha, que acumula cinco assistências.

Apesar do pênalti perdido diante do Guaraní, saiu de seus pés o passe para o primeiro gol de Barrios na Arena. Como falso 9, Luan tem dividido a armação das jogadas ofensivas com Bolaños. A dupla costuma se revezar na faixa central da intermediária adversária. Pela versatilidade, o jovem de 24 anos atua pelos lados com a mesma naturalidade.

Foto: Lucas Uebel

Mesmo assim, o técnico Renato Gaúcho sabe que o pupilo pode render ainda mais. Adepto da conversa “de boleiro para boleiro”, o comandante prometeu um novo papo com Luan até a partida de quarta-feira, contra o Iquique. A intenção dele é dar “carinho” para que o jogador readquira a confiança necessária e volte a ser protagonista.

– Hoje (quinta-feira), infelizmente (Luan) errou o pênalti. Ele pediu para bater e eu o autorizei. Ele sempre nos ajuda. Converso com todos. Terei mais uma conversa com o Luan. Daqui a pouco volta a jogar tudo o que sabe. Um pouco de carinho e será o Luan de sempre – disse Renato após a vitória sobre o Guaraní.

“Ele sempre nos ajuda. Converso com todos. Terei mais uma conversa com o Luan. Daqui a pouco volta a jogar tudo o que sabe. Um pouco de carinho e será o Luan de sempre”. (Renato Gaúcho)

Ainda na última quinta, Luan errou dois passes laterais, já no segundo tempo, e ouviu apupos da arquibancada. Substituído por Lincoln, deixou o campo em um misto de aplausos e vaias. O atleta não se deixar levar pelas críticas. O costume de altos e baixos no futebol o faz tirar momentos como este de letra. E reforça a confiança de todo o grupo tricolor.

– Estou acostumado com isso aí, não me atrapalha. O torcedor vem no estádio e quer ver o time ganhar. Cinco anos atrás, eu também era torcedor, entendo como é. Quando perde, é todo mundo ruim. Faz parte. Procuro trabalhar, os companheiros dão total confiança, o Renato também, para entrar em campo e fazer meu melhor – comentou Luan em entrevista recente ao GloboEsporte.com.

A chegada da delegação gremista que viaja ao Chile nesta segunda está prevista para o início da tarde. A principal dúvida de Renato Gaúcho é justamente no substituto de Bolaños. Ele pode colocar o jovem Arthur e deslocar Luan para o lado direito do ataque. Mas, com o retorno de Fernandinho, existe a possibilidade de o canhoto começar a partida, na quarta-feira, às 19h30.



Veja também