Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

O salário alto, uma cláusula de renovação no contrato e as polêmicas extracampo são apenas alguns dos ingredientes que tornam Douglas Costa um impasse para o Grêmio na temporada 2022. Emprestado pela Juventus, o camisa 10 não deve ficar para a disputa da Série B.

A vitória por 4 a 3 sobre o Atlético-MG na noite de quinta-feira, que decretou o rebaixamento para a Série B, pode ter marcado a última partida do atacante com a camisa do Grêmio. Ele teve boa atuação e marcou um dos gols, mas saiu queimado com a torcida.

Depois de se envolver em polêmicas pelo terceiro cartão amarelo recebido contra o São Paulo e pedir liberação para a festa de seu casamento, a comemoração em direção aos torcedores, dando “tchauzinho” e com sorriso irônico, provocou a ira dos gremistas na arquibancada e nas redes sociais.

O Conselho de Administração do Grêmio se reunirá, a princípio, na tarde da próxima segunda-feira. A partir dali as primeiras decisões ocorrerão. O caso de Douglas Costa estará em pauta.

O camisa 10 tem um dos maiores salários do atual elenco, superando a barreira do R$ 1 milhão por mês contando todos os vencimentos. O clube já projeta uma redução drástica na folha para 2022 e será obrigado a readequar a situação de jogadores como Douglas.

Em maio, o atacante assinou contrato de empréstimo com o Grêmio até junho de 2022. Mas se a Juventus não exercer a cláusula contratual de retorno até dezembro de 2021, ele renova automaticamente com o Tricolor até o fim de 2023 – teria vínculo definitivo.

A cláusula citada se refere a uma renovação até junho de 2023 entre o jogador e o clube italiano. O que até o momento não deve ocorrer. Douglas e seu estafe conversarão com o Grêmio nos próximos dias. Após o rebaixamento, o vice-presidente Denis Abrahão se manifestou sobre o futuro do jogador.

– O Douglas tem contrato até onde eu sei. É inegável que é um grande jogador. Hoje deu provas mais uma vez, uma pena que não teve continuidade. Não é de agora, sabemos que é assim, foi nosso da base em 2003, depois saiu, foi para Europa, sucesso total. É um talento. Agora, se está nos nossos planos, tem que ver se ele quer permanecer e se o Grêmio quer permanecer com ele – respondeu.

Além da questão salarial e contratual, as conversas terão os componentes extracampo. As atitudes fora de campo de Douglas geram desconforto interno no clube. A gota d’água veio na segunda-feira.

Enquanto o técnico Vagner Mancini ia ao velório de sua mãe pela manhã em Ribeirão Preto, horas mais tarde, à noite, Douglas Costa pedia liberação à direção para festejar seu casamento na terça-feira, no Rio de Janeiro. A solicitação foi negada pelo vice-presidente Denis Abrahão.

Todos essas questões fazem de Douglas Costa um problema para o Grêmio em 2022. Contratado como grande reforço para a temporada, ele não conseguiu ajudar a evitar o rebaixamento. Participou de 28 jogos e anotou apenas três gols.



Veja também