Saiba quanto o Grêmio pagará por rescisão de Douglas Costa

7 milhões de reais serão pagos em 48 parcelas, a partir de janeiro de 2023

23 de janeiro de 2022 - Às 14:13

O Grêmio irá pagar R$ 7 milhões pela rescisão de contrato com o meia-atacante Douglas Costa. O pagamento será feito em 48 parcelas, a partir de janeiro de 2023. A informação é da repórter do Correio do Povo, Mauri Dorneles. 

A direção do Grêmio fez um acordo verbal com o jogador. Foi um pedido, para que Douglas não assine com nenhum clube brasileiro. 

Portanto, diferente do que havia sido divulgado nesta sexta-feira, não há nenhuma cláusula oficial no documento que, de fato, impeça o atacante de vestir outra camisa no país. O Flamengo tem interesse em Douglas e já teria sondado o jogador.

Nesta sexta-feira, Douglas Costa e a direção do Grêmio acertaram detalhes para a rescisão contratual. O meia-atacante tem vínculo de empréstimo junto à Juventus até junho de 2022. Caso não fosse negociado até lá, renovaria automaticamente com o time gaúcho até 2023.

O Tricolor deixou claro para o jogador que não tem como cumprir o estabelecido na assinatura do contrato. Diante da nova realidade financeira, com o rebaixamento para a Série B nesta temporada, o clube buscava readequação salarial com o atleta para que o vínculo pudesse ser cumprido. Segundo o repórter da Rádio Guaíba, Rafael Pfeiffer, o destino de Douglas Costa seria o futebol dos Estados Unidos.

Ainda na sexta, o Tricolor garantiu que não irá ao mercado buscar uma reposição para o jogador. E o motivo para não contratar é simples. A queda das receitas com o rebaixamento para a Série B não permite que o clube faça contratações. A folha salarial, que era de 15 milhões de reais, deve ser reduzida para cerca de 7 milhões.

Sem Douglas Costa e com o grupo de transição, o Grêmio estreia no Campeonato Gaúcho na quarta-feira, contra o Caxias. A partida acontece às 19h, na Arena.



Veja também