O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr., revelou neste domingo (15) que recebeu uma ligação de Luan pedindo para ser negociado com o Corinthians. No sábado, o Tricolor anunciou o acordo para a saída do jogador com o clube paulista pagando 5 milhões de euros (R$ 22,8 milhões) para contar com o meia-atacante.

— Foi proposto uma renovação, que não foi aceita por ele e pelo seu procurador. Ele me telefonou e manifestou que não tinha intenção de seguir no Grêmio, que achava que estava em uma situação de esgotamento — revelou Romildo Bolzan Jr.

Como tinha contrato de apenas mais um ano, Luan poderia deixar o Grêmio sem o clube receber nenhum valor no final de 2020. Romildo confirmou que isso foi decisivo para a direção aceitar negociar o jogador.

— A gente precisa avaliar a situação racionalmente de acordo com o momento. Foi melhor receber esse valor agora do que chegar no final do ano e ele sair com o Grêmio não recebendo absolutamente nada. Eu seria execrado — completou Romildo.



Veja também