Romildo quer Grêmio com pelo menos 70% de aproveitamento em Junho

Presidente considera fundamental que time permaneça entre os primeiros na tabela de classificação do campeonato

9 de junho de 2017 - Às 06:21
Foto: Lucas Uebel

Depois de enfrentar um mês de maio decisivo, que incluiu as classificações para as oitavas de final da Libertadores e para as quartas da Copa do Brasil — além dos compromissos pelo Brasileirão —, o Grêmio tem, no calendário de junho, apenas partidas pelo campeonato de pontos corridos. Com o foco voltado para uma só competição, Romildo Bolzan espera que o time de Renato mantenha o bom futebol e projeta um aproveitamento que julga ser suficiente para garantir tranquilidade no restante do torneio:

— A projeção é de fazer 70% dos pontos, dois terços dos pontos. O Grêmio tem que levar a campanha neste nível. E hoje estamos assim. Portanto, se empatarmos aqui (em Chapecó, contra a Chapecoense), acho um bom resultado pelas circunstâncias.

A única partida fora do Brasileirão que o Grêmio pode ter pela frente neste mês ainda não foi confirmada — uma reunião com a Conmebol definirá se o confronto com o Atlético-PR, pelas quartas da Copa do Brasil, será em 28 de junho ou 5 de julho. Com a Chapecoense pela frente na noite desta quinta-feira (8), Romildo projeta dificuldades com o campo pesado após as chuvas que atingiram a cidade nos últimos dias.

— O Grêmio é um time com posse de bola, que toca a bola, ocupa espaços e precisa do campo em condições plenas para que isso aconteça. Mas não é exatamente o que vai acontecer aqui. O Grêmio precisa ter a estratégia correta e adequada para a partida porque aqui qualquer disputa de bola é importante — afirmou.



Veja também