Félix Zucco / Agencia RBS

O Grêmio utilizará sua força máxima nos últimos sete jogos que tem para disputar pelo Campeonato Brasileiro. Quem garante isso é o presidente do clube Romildo Bolzan Júnior. Em contato com a reportagem de GZH, o mandatário informou que não haverá mudança no planejamento e que os jogadores que estiverem bem fisicamente irão atuar.

— O planejamento não será alterado para a reta final do Brasileirão. Vamos jogar com o que temos de melhor — afirmou.

Após a derrota no clássico 429, Renato Portaluppi ameaçou não colocar força máxima para disputar as últimas rodadas da competição nacional. Em sua entrevista coletiva, o comandante tricolor chegou a questionar a lisura da competição.

— A pressão no final do jogo é normal. O que não é normal foi o que aconteceu no pênalti do Ferreira e o que foi dado do braço do Kannemann. É inadmissível. Uma vitória colocaria não só o Grêmio, mas outras equipes na disputa pelo título. Pelo jeito, tem gente que não quer que o Grêmio ou outro grande clube chegue. Algumas vezes, o Grêmio foi criticado por não querer nada com o Brasileirão, e não é verdade, o Grêmio sempre quis. Eu pergunto para vocês: a gente precisa jogar o Brasileirão? Se o presidente autorizar, nós vamos jogar com a transição. Não querem que o Grêmio seja campeão? É carta marcada? Querem que o Inter seja campeão? Todo mundo viu o que aconteceu — disse o treinador.

Justificando as declarações do treinador após a partida no Beira-Rio, Romildo declarou que as palavras são aceitáveis por conta da indignação do momento. Além disso, o presidente gremista respaldou as palavras de Renato e criticou o protocolo do VAR. Entretanto, deixou claro que não irá registrar reclamações junto às Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

— Uma coisa é certa: o Grêmio não vai fazer nenhum protesto. Por quê? Porque na última vez que fizemos uma reclamação mais pesada, eu sofri um processo disciplinar na CBF. Entenderam que isso foi ofensivo. Isso partiu da Associação Nacional dos Árbitros. Concluímos que não adianta mais. Ou se tem uma mudança drástica na arbitragem e nos protocolos do VAR, ou ficaremos assim — completou.

O Grêmio volta aos gramados na quinta-feira (28), às 20h, para enfrentar o Flamengo. A partida atrasada é válida pela 23ª rodada do Brasileirão. O elenco volta aos trabalhos na tarde desta terça-feira e iniciará a preparação para o duelo. Os jogadores serão reavaliados, e quem tiver condições físicas deve atuar na Arena.



Veja também