Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação / CP

Em entrevista à Rádio Guaíba nesta sexta-feira, o presidente do Grêmio, Romildo Bolzan Jr., falou sobre diversas questões em aberto para o clube na próxima temporada: reforços, Diego Tardelli e até o conflito de datas envolvendo o show do Metallica com o jogo da Libertadores diante da Universidad Catolica.

Segundo Romildo, o Tricolor deve anunciar um reforço no setor defensivo ainda em 2019. Conforme o presidente, o clube trabalha para apresentar outros nomes, mas esta é a única situação encaminhada no momento. No entanto, não revelou o nome do atleta pretendido para o setor, nem a posição exata em que atua.

No entanto, o presidente negou que esse jogador seja o lateral-esquerdo Guilherme Arana, que pertence ao Sevilla e está emprestado ao Atalanta, da Itália, onde não está tendo oportunidades. Romildo também disse que não há nenhum tipo de tratativa com o meia Pity Martínez, campeão da Libertadores pelo River em 2018 e atualmente na MLS.

Romildo Bolzan explicou sobre a política de contratações para a próxima temporada. Segundo ele, o Grêmio deverá manter o poder de investimento, mas citou que não serão comprados muitos jogadores. Novamente, voltou a falar que o clube não irá fazer “loucuras financeiras”, com investimentos que possam criar dificuldades aos cofres futuramente.

Mais uma vez, o presidente admitiu que houve sondagem a respeito do meia Thonny Anderson, que estava emprestado ao Athletico-PR. O Red Bull Bragantino demonstrou interesse no futebol do jogador. Porém, dirigente voltou a citar que não houve nenhuma proposta oficial.

Conflito de datas

Questionado sobre o conflito de datas envolvendo uma das partidas da fase de grupos da Libertadores, Romildo classificou a questão como um “problemão”. Conforme tabela divulgada pela Conmebol, o duelo contra a Universidad Catolica está marcado para o dia 21 de abril. No mesmo dia, está previsto o show da banda Metallica na Arena.

Romildo disse que a prioridade é do futebol e o objetivo será de priorizar o aspecto técnico. No entanto, reconheceu que ainda não foi encontrada uma solução. Apesar disso, garantiu que todos os esforços estão sendo feitos para resolver o problema. O presidente descartou a possibilidade de jogar como mandante no Beira-Rio.

Diego Tardelli

Romildo sinalizou a saída do atacante Diego Tardelli, que enfrentou problemas ao longo da temporada. Segundo o presidente, o jogador não tem interesse em permanecer e, por isso, não deve ficar no Grêmio em 2020. Como ele tem contrato, a tendência é de que o próprio Tardelli peça desligamento.

André também não deve permanecer. Já Rômulo, cujo contrato de empréstimo de empréstimo junto ao Flamengo se encerra no fim de ano, também deve retornar ao Rio de Janeiro e se apresentar na Gávea no início de 2020.



Veja também