Paul ELLIS / AFP

Mesmo com as principais ligas de futebol do mundo paralisadas por conta do coronavírus, o atacante Tetê, ex-Grêmio, segue em alta no mercado europeu. Segundo divulgado pela imprensa italiana nesta quinta-feira (2), o atleta segue na mira da Roma, que prepara uma nova oferta ao Shakhtar Donetsk para tentar a contratação do jogador de 20 anos. A informação foi veiculada pelo site Calciomercato e pelos jornais La Gazzetta dello Sport eIl Messaggero.

O interesse dos romanistas em contar com o ex-gremista não é novo. Em 2019, o alto valor pedido pelos ucranianos, cerca de 50 milhões de euros, assustou os dirigentes da equipe da Itália.

— O Paulo Fonseca, treinador da Roma, que era do Shakhtar quando o Tetê veio pra cá (Ucrânia),  gosta muito dele — diz o empresário Pablo Bueno, que acompanha o jogador na Europa. — Eles tentaram o Tetê ano passado, mas o negócio acabou não andando. Quando voltar o futebol, acredito que eles façam outra investida, já que o treinador quer. A Roma é um time que tem poder de investimento e, ao lado de JuventusInter de Milão e Milan,está com poder de aquisição — diz Bueno, sem acreditar que o Shakhtar possa reduzir muito sua pedida. 

Uma data certa para a janela de transferências dependerá de como será estabelecido o novo calendário mundial do futebol. Mas para o empresário de Tetê, apesar de um menor número de transações, alguns clubes ainda farão grandes investimentos.

— Tem muitos clubes querendo comprar para vender. Na janela anterior, recebemos muitas propostas, e projetamos que vamos ter de novo — diz, citando sondagens dos ingleses Tottenham Leicester pelo atacante vendido pelo Grêmio, em fevereiro de 2019, por 10 milhões de euros, valor equivalente a 45% de seus direitos econômicos. 

E uma futura venda de Tetê interessa muito ao Grêmio, que ainda detém 15% dos direitos econômicos, além de ter direito a receber outros 3% por seu o clube formador, de acordo com regra estabelecida pela Fifa. Os restantes 40% pertencem ao jogador e seu representante.



Veja também