Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Oportunidades não faltaram para o Grêmio estrear com vitória na Série B do Brasileirão. Foram quatro chances claras de gol desperdiçadas, incluindo um pênalti, no empate por 0 a 0 diante da Ponte Preta, na tarde deste sábado, no Moisés Lucarelli. Roger Machado elogiou a produção ofensiva da equipe, mas reconheceu que dois pontos ficaram para trás neste início de competição.

O desempenho do Grêmio arrancou elogios do treinador, apesar do empate com sabor amargo. A estreia poderia ter sido perfeita, não fossem as situações perdidas, especialmente no primeiro tempo.

É um ponto importante, mas fica a frustração. Poderiam ser mais dois pontos.
— Roger Machado

Nosso sentimento é de que nós construímos. Fizemos o jogo que deveríamos fazer para vencer, o tipo de jogo necessário. A série B é uma competição de imposição física. Tivemos o controle da partida, criamos – disse Roger.

Além do pênalti, Lucas Silva não soube aproveitar uma oportunidade livre na grande área, assim como Bruno Alves que cabeceou perto da meta do goleiro Caíque. Na etapa final, Bitello teve a bola do jogo, também de frente com o gol, mas bateu à esquerda. No entanto, Roger não vê motivos para preocupação no que diz respeito aos arremates.

Criamos muito. Eu trabalho insistentemente domínio, passe e finalizações para que os jogadores tenham tranquilidade. Hoje, foi um dia que a bola não entrou. Perdemos uma penalidade. Bruno de cabeça, chance com Bitello. Paciência. Bitello, Lucas, Campaz finalizam muito bem. A preocupação não é pela capacidade de finalização – minimizou Roger.

O Grêmio retorna neste domingo para Porto Alegre. A reapresentação está marcada para segunda-feira no CT Luiz Carvalho. O próximo compromisso será na sexta-feira (15), às 19h, na Arena, diante da Chapecoense. O lateral Edílson fica à disposição de Roger.



Veja também