Roger sobre novos casos de lesão no Grêmio: “Faz parte”

Contra o Cruzeiro, treinador precisou fazer três substituições devido a lesão muscular

19 de junho de 2016 - Às 21:56
Foto: Lucas Uebel
Foto: Lucas Uebel

O técnico Roger analisou de forma positiva a vitória do Grêmio sobre o Cruzeiro neste domingo, na Arena.

“Durante nossa preparação para o jogo contra o Cruzeiro, nossa ideia era entender o estilo. Não poderíamos deixar que eles se reabilitassem hoje. Vão sair deste momento montado pelo Paulo Bento. Nossa circulação de bola foi lenta para entrar pelos corredores. Além de uma noite muito fria, entramos um pouco desconcentrados. O adversário não criou chances, mas teve a bola.”

Durante a partida, as três substituições ocorreram devido a lesões musculares. Wallace Reis, Geromel e Maicon sentiram e tiveram que sair. O treinador minimizou a situação:

“Faz parte, jogador se machuca. Estamos no meio da temporada, com quase 40 jogos, e nossos jogadores demonstram que estão bem no nosso controle. Uma noite fria, com uma partida que exige muito da musculatura. Mas não me preocupo com as ausências, sei que quem entrar vai dar conta do recado”.

Foto: Lucas Uebel

O treinador comentou sobre o amadurecimento da equipe e as instruções a Everton:

“A questão é instrumentalizar o jogador com as variáveis que ele irão tomar dentro de campo. Oriento muito ao Everton, que por ansiedade, muitas vezes ele fica de frente para o meu gol. O atacante tem que estar de lado para usar a velocidade. Pisar na linha tem dois motivos: abrir o adversário e fazer o atacante receber de frente para o marcador. A troca de posições é que confunde o adversário”.

Tricolor segue entre os líderes:

“Nosso planejamento é sempre ganhar. Se não vencer, trazer pontos para casa. Contabilizando os cinco jogos deste bloco. Fizemos quatro jogos em casa e cinco fora. Equilibramos este número na semana que vem, e é um aproveitamento altíssimo. O jogo do meio da semana é determinante”.



Veja também