A derrota do Grêmio por 1 a 0 no Gre-Nal, na noite desta quarta-feira, em jogo atrasado pela nona rodada do Campeonato Gaúcho, aumenta a pressão interna no clube. No teste de fogo, o time de Roger Machado não teve boa atuação e desagradou ao treinador, que se mostrou preocupado com a postura da equipe.

Com a manutenção do time que iniciou a partida contra o Novo Hamburgo, à exceção da troca de Diego Souza por Elias, o Grêmio pouco jogou e não criou chances de gol na primeira etapa.

A atuação abaixo fez o treinador mexer ainda na primeira etapa, quando tirou Rildo aos 40 minutos de bola rolando para colocar Bitello. No intervalo, fez mais duas alterações. Porém, as mudanças surtiram pouco efeito na prática.Primeiro tempo de bastante domínio do Inter, com gol nos acréscimos, mas poderia ter saído no começo do jogo, no meio…— Roger Machado

Roger Machado na derrota do Grêmio para o Inter — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

Roger Machado na derrota do Grêmio para o Inter — Foto: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio

– Nossa incapacidade de dominar o jogo tecnicamente nos impediu de controlar a bola, de conseguir fechar o centro do campo, onde sabíamos que o Inter usa muitos jogadores, ampliando os lados com os beiradas e, na hora de retomar a bola, que pudéssemos contra-atacar. Mas ficamos expostos no primeiro tempo. No segundo, com mudanças e fortalecendo o meio-campo, equilibramos a partida, mas não foi o suficiente para sair com o empate – analisou o treinador.

Com as substituições, Roger abriu mão de jogadores de marcação no meio e optou por um time mais rápido e ofensivo. Porém, mesmo com as trocas, a equipe não criou chances claras de gol. Nicolas, em cobrança de falta, foi quem levou mais perigo para Daniel.

O comandante gremista se mostrou preocupado por não conseguir impor o jogo proposto e pela atuação individual dos jogadores.

– O que me preocupou foi a postura tática que decidimos adotar e não conseguimos realizar. Mas muito a questão técnica individual. Sucumbimos. Não tivemos o controle da partida porque tivemos jogadores mal tecnicamente. No primeiro tempo, não conseguimos ter uma sequência de três ou quatro passes para empurrar o Inter. Quando pressionamos, conseguimos causar um constrangimento ao Inter e retomamos a bola, mas na sequência devolvíamos – completou.

Mesmo com a derrota, o Grêmio se mantém na segunda colocação no Campeonato Gaúcho, com 18 pontos somados. O Tricolor precisaria golear o Ypiranga, na última rodada, por cinco gols de diferença para sonhar com a primeira posição na tabela.



Veja também