Roger entende cobrança mas também faz crítica à torcida do Grêmio

Treinador entende protesto da torcida mas cutuca dizendo que poderia ter apoiado mais quando estava em boa fase

26 de fevereiro de 2016 - Às 17:08

roger-lauroalves-17421906

O ambiente no Grêmio não é dos melhores. O time não passa por um bom momento e na manhã desta sexta, um grupo de torcedores protestou no CT Luiz Carvalho diante da situação atual do clube nas competições que disputa e os últimos resultados.

O técnico Roger concorda e acha legítima a manifestação a torcida ao protestar sobre o mal momento da equipe, mas ao mesmo tempo criticou a torcida dizendo que poderia ter comparecido em maior número quando o Grêmio estava bem, em 2015.

“Gostaria de que tivessem vindo em um maior número quando estávamos bem”

– Gostaria de que tivessem vindo em um maior número quando estávamos bem. Mas está no seu direito de cobrar. Não vamos fazer mais ou melhor por uma cobrança, estamos fazendo o possível e trabalhando forte para reverter o momento que é de instabilidade – comentou o técnico.

Roger também lembrou que não há nenhum problema externo que possa justificar as atuações abaixo da média da equipe nos últimos jogos. Todos os salários estão em dia e o único problema é tático e técnico, também comentando que não falta interesse e raça ao elenco:

– No Regional, nos times maiores, sempre têm relativa dificuldade no início, pela característica e pela preparação. Se pegar um histórico dos regionais, vamos ver que em um primeiro momento, os maiores tenham relativa dificuldade. Depois, equilibra e para o final a tendência é que tenha uma superioridade maior, melhora do seu jogo, pelo tempo de treinamento. O que não admitiria é que o grupo fosse acusado de falta de vontade, de desinteresse, como um torcedor ou outro mais insatisfeito relata. Mas o restante, dentro dos números e treinamentos, nas conversas, avaliamos para evoluir. Vai evoluir. Mas a gente está na chuva, faz parte – disse, com sorriso no rosto.



Veja também