Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Um assunto recorrente nestes dois últimos anos do Grêmio foi novamente pauta desde o retorno aos treinos na tarde de segunda-feira. Com a liberação de Brenno, a disputa no gol do Tricolor esteve outra vez em dúvida com os jogos consecutivos de Gabriel Grando como titular. Mas a vaga ficará com o camisa 1.

Conforme apurou o ge, a conversa do técnico Roger Machado com os goleiros do Grêmio no treino de segunda-feira foi justamente para informar que o titular do gol gremista será Brenno contra o Guarani, na sexta-feira. O entendimento é que o goleiro não perdeu a vaga por questões técnicas e volta naturalmente.

O camisa 1 da Série B estará de volta ao grupo na próxima rodada da Série B. Desde o dia 2 de junho, quando o Grêmio empatou em 0 a 0 com o Vasco, pela 10ª rodada do Brasileiro, o goleiro não entra em campo. Nesta terça-feira, completa dois meses sem jogar.

Com esta lesão, Gabriel Grando passou o companheiro em número de jogos na Série B. Dos 21 disputados, Brenno jogou 10 e sofreu quatro gols, enquanto Gabriel atingiu 11 partidas e foi vazado três vezes. No entanto, o camisa 1 tem sete defesas difíceis no campeonato, e o número 12 tem quatro.

Brenno foi diagnosticado com uma lesão na panturrilha direita no dia 9 de junho. Porém, no final daquele mês, o jogador voltou a relatar dores na região e, em novo exame, foi constatada nova lesão na mesma panturrilha. Segundo o departamento médico, em outra região da musculatura.

Enquanto isso, quem assumiu a meta do Tricolor foi Gabriel Grando. Aliás, desde o ano passado os dois se “revezam” na posição. Começou quando Brenno era o titular e foi para a disputa dos Jogos Olímpicos. Grando assumiu a responsabilidade, sob o comando de Felipão, e deu conta do recado.

Quando o considerado titular na época retornou do Japão, esperou nova oportunidade no banco de reservas. Ainda com Felipão voltou a ser dono da posição, seguiu nos primeiros jogos de Mancini, mas quem encerrou a temporada passada no gol do Grêmio foi Gabriel Grando.

No início do Gauchão, Vangner Mancini impôs uma espécie de teste e deu três jogos para cada um atuar no estadual. No entanto, quando Roger assumiu o comando, com outra filosofia, definiu Brenno como titular e deu fim ao revezamento.

Independentemente dos nomes, o Grêmio manteve a melhor defesa do campeonato. Em 21 rodadas, a equipe sofreu apenas sete gols e pode terminar a competição como a melhor defesa da história da Série B por pontos corridas.

Nesta segunda-feira, o grupo de jogadores se reapresentou no CT Luiz Carvalho após a folga do fim de semana. Antes do treino começar, Roger Machado foi até o campo em que os goleiros treinavam e conversou em particular com Brenno e depois com o grupo de atletas da posição para informar a escolha.

Na primeira atividade, em campo reduzido, Gabriel estava na meta junto do time que tinha a linha defensiva titular, o que poderia indicar a manutenção do jogador entre os titulares. Porém, ao longo da dinâmica, os goleiros se revezavam, como de praxe.

No dia 5, Grêmio visita o Guarani, em Campinas, no estádio Brinco de Ouro, pela 22ª rodada da Série B, a partir das 21h. O clube gaúcho é quarto colocado e busca a vitória para voltar tentar voltar à vice-liderança do campeonato e diminuir a distância para o Cruzeiro, líder.



Veja também