Roger defende zaga do Grêmio e justifica derrota: “mérito do Palmeiras”

Tricolor sofreu na bola aérea diante dos paulistas e sofreu primeiro revés no Brasileiro

3 de junho de 2016 - Às 00:00
Foto: Daniel Vorley/AGIF/Agência Lancepress!
Foto: Daniel Vorley/AGIF/Agência Lancepress!

Após a primeira derrota no Brasileirão, o técnico Roger elogiou o Palmeiras dizendo que as qualidades do adversário na bola aérea foram determinantes no resultado e não que a defesa do Grêmio tenha ido mal no jogo.

“Não tem nada de voltou problema da bola área. Os gols foram mérito do Palmeiras. O atacante deles achou uma bola mágica e depois uma bola bem batida no meu goleiro. Gols circunstanciais. O jogo foi de alta intensidade, com o placar aberto muito cedo. Tivemos que fazer mais força, mas conseguimos fazer nosso gol. Viramos a partida e aí não conseguimos sustentar a vantagem. Depois, o Palmeiras cresceu e conseguiu a virada”.

Segundo o técnico, foram falhas coletivas:

“Falhas coletivas, ocasionadas pela qualidade da batida do adversário”.

O treinador também não confirmou Wallace como zagueiro no domingo:

“Vamos ver como está o Wallace, que está treinando bem e está pegando ritmo. Vamos ver. Sobre o Walace, não adianta falar de calendário. Futebol brasileiro é assim. Desequilíbrio da competição acontece com essas casualidades, Você perde dois ou três jogadores em 18 pontos disputados, acabou o equilíbrio”.

Sobre a pressão por manter a liderança:

“Quem desejar fazer terra arrasa, voltará a fazer. Não vínhamos tomando gol, levamos quatro. A pressão existiu pelo adversário. Não passou por nossa cabeça”.



Veja também