Foto: Divulgação/Grêmio

A derrota para o Cruzeiro por 1 a 0 na tarde de domingo, pela sexta rodada da Série B, pode provocar mudanças na escalação do Grêmio. Após a partida no Independência, o técnico Roger Machado admitiu a possibilidade de abrir mão do tripé defensivo no meio-campo, com a entrada de Gabriel Silva na equipe.

O jogador de 19 anos entrou no segundo tempo contra os mineiros, no lugar de Lucas Silva, e melhorou o desempenho do time. O volante, que pela primeira vez enfrentou o clube em que foi revelado, teve uma tarde infeliz, com muitos erros, e é o mais cotado para perder a vaga no time.

Na entrevista coletiva após a partida, Roger justificou a alteração e disse que foi algo estratégico para este jogo em específico, pois precisava de alguém para levar o time ao ataque após sofrer o gol no primeiro tempo. Mas admitiu que a mudança é um possibilidade nas próximas rodadas.

– Foi pela estratégia do jogo (substituição). Sacrificamos os pontas e eu precisava de um jogador com a característica do Gabriel, para ele levar o time para frente. Foi a estratégia do jogo. Não abri mão de fazê-la no intervalo. Mas tudo é possível. Gabriel entrou bem. Ele levou nosso time para frente, se livrando da marcação. Empurrou bolas em profundidade. Mas não foi o suficiente para conseguir o empate. É uma possibilidade sim (troca nos próximos jogos), depende das circunstâncias – afirmou.

Lucas Silva teve atuação bem abaixo no Independência e levou uma das piores notas na cotação do ge. O volante é um dos jogadores mais contestados pela torcida. Porém, desde que ingressou no time, na reta final do Gauchão, deu equilíbrio ao meio-campo e não perdeu mais o posto.

O Grêmio retorna a campo contra o Ituano, no estádio Novelli Junior, em Itu, na próxima segunda-feira, dia 16, pela sétima rodada da Série B. A delegação tricolor retornou na noite deste domingo e recebe folga na segunda-feira. Na terça, Roger inicia a preparação para a partida.



Veja também