Roger admite frustração com empate do Grêmio diante do Santa Cruz

Treinador admitiu que equipe não teve bom desempenho na maior parte do tempo

4 de agosto de 2016 - Às 22:16
Foto: Fabiano do Amaral
Foto: Fabiano do Amaral

O Grêmio teve a chance de assumir a liderança em duas rodadas e não conseguiu. Nesta quinta, mesmo jogando em casa, não conseguiu vencer o Santa Cruz e acabou ficando na 4ª posição. O técnico Roger admitiu a frustração do resultado:

“O que me frustra é a gente não ter conquistado os três pontos dentro de casa. Não classifico nossos confrontos pelo adversário estar na zona de rebaixamento ou na frente e sim pelas dificuldades que eles nos oferecem. O Santa Cruz se protegeu bem e nos tivemos muitas dificuldades no primeiro tempo. No segundo tempo fomos melhor, com mais intensidade. As trocas colocaram o nosso time dentro do campo do Santa Cruz”, analisou.

“A frustração fica por conta de no conjunto dos 90 minutos a gente ter feito um jogo abaixo na maior parte do tempo. Se tivéssemos tido uma eficiência alta nas oportunidades que tivemos, poderíamos ter vencido. Não fico ligado à colocação do adversário, avalio de forma geral. E a nossa atuação não foi boa”, continuou.

Foto: Rodrigo Rodrigues
Foto: Rodrigo Rodrigues

Embora tenha dito que não gostaria de colocar nos desfalques o motivo para a queda de desempenho do Grêmio, Roger lamentou as ausências de Luan e Walace, na Seleção Olímpica, e de Giuliano, vendido para o Zenit, da Rússia.

“Desde o começo do Brasileirão digo para vocês que os times vão se alternar em bons e maus momentos dentro da competição e que a janela de transferências desequilibraria. Os times oscilam em contratações e perdas. Esse é o nosso momento de oscilação. Não vão me ver nunca apontando as saídas ou dificuldades para justificar desempenho inferior. Não vou me referir a desempenho irregular pelas ausências. Luan está fazendo falta? Claro que sim. Com a janela, não sei nem se ele volta. Não sei se o Walace volta. O presidente não quer vender, mas se vier uma proposta de R$ 300 milhões vão sair. Mas não vou em nenhum momento justificar resultado em função disso”, finalizou.



Veja também