Há dois meses e meio no comando do Grêmio, Felipão teve tempo suficiente para determinar uma base de time. E também de elenco. Desde Jean Pyerre, menos utilizado, a Lucas Silva, novo titular, o ge apresenta quem perdeu e quem espaçou com Luiz Felipe Scolari.

Nesta passagem, o técnico já comandou o Grêmio em 17 jogos, sendo: nove vitórias, dois empates e seis derrotas. Ao todo, a equipe marcou 17 gols e sofreu outros 14.

Já foram utilizados 35 jogadores até o momento. Destes, cinco já não estão mais no clube: o volante Maicon, o meia Pinares e os atacantes Guilherme Azevedo, Léo Chú e Ricardinho.

Felipão tenta tirar o Grêmio da zona do rebaixamento — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Felipão tenta tirar o Grêmio da zona do rebaixamento — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Felipão só repetiu a equipe duas vezes. A primeira oportunidade ocorreu na vitória contra o Fluminense, pelo Brasileirão, e na derrota com eliminação para a LDU, na Sul-Americana. Depois, manteve a formação da derrota para o Bragantino, pelo Brasileirão, no triunfo diante do Vitória, na Copa do Brasil.

  • O 1º time repetido: Gabriel Chapecó; Vanderson, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Fernando Henrique, Victor Bobsin, Jean Pyerre, Alisson, Léo Pereira; Diego Souza.
  • O 2º time repetido: Gabriel Chapecó; Vanderson, Geromel, Ruan e Bruno Cortez; Lucas Silva, Darlan, Jean Pyerre, Léo Pereira e Alisson; Ricardinho.

Quem ganhou espaço

O goleiro Gabriel Chapecó havia se tornado a primeira opção para Brenno, que começou a temporada como titular absoluto da posição. Porém, veio a convocação para a Olimpíada, e Chapecó assumiu a vaga deixada pelo companheiro. Não perdeu-a mais.

Dos últimos sete jogos, Rodrigues foi titular em seis e entrou no segundo tempo da derrota de 2 a 0 para o Flamengo, pela Copa do Brasil. Conquistou espaço após quase deixar o clube num forte interesse da Dinamarca.

Sarará começou a temporada no time principal naquela leva de garotos que disputaram algumas rodadas do Gauchão. Voltou para a equipe de transição, onde foi observado por Felipão. Depois disso, atuou duas vezes contra o Flamengo, como titular e reserva.

Nas primeiras partidas de Felipão, Lucas Silva foi pouco utilizado. Até engatar uma sequência de três jogos como titular e, aos poucos, atuando ao lado de Thiago Santos e não apenas como primeiro volante.

Lucas Silva em vitória do Grêmio sobre o Ceará — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Lucas Silva em vitória do Grêmio sobre o Ceará — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Quem perdeu espaço

Quando Felipão chegou, Darlan sequer entrava nos jogos. Teve quatro partidas seguidas como titular, mas logo perdeu espaço e sequer foi relacionado para a última vitória contra o Flamengo. Há seis partidas ele não é utilizado.

Jean Pyerre teve caminho similar. Recebeu todo carinho e elogio de Felipão na chegada do técnico. De fato, ele foi utilizado nos primeiros 11 jogos do treinador, mas há seis partidas não entra em campo.

Há quase dois meses, Bobsin não entra em campo. Foi titular de Felipão em seis jogos na arrancada do técnico. Depois, entrou duas vezes nos minutos finais das partidas contra Vitória e Bragantino.

Felipão e Jean Pyerre em vitória do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Felipão e Jean Pyerre em vitória do Grêmio — Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Confira o levantamento

Quem Felipão mais utilizou no Grêmio

JOGADORJOGOSMINUTOS
Alisson161409
Gabriel Chapecó161402
Vanderson151237
Ruan141090
Cortez12838
Lucas Silva12828
Rodrigues10759
Léo Pereira15752
Jean Pyerre11743
Rafinha9707
Borja9677
Thiago Santos8630
Geromel7630
Fernando Henrique7572
Villasanti7560
Kannemann6531
Douglas Costa8486
Diego Souza10453
Ricardinho7378
Darlan6352
Victor Bobsin6341
Ferreira5327
Pinares4292
Luiz Fernando8163
Paulo Miranda2160
Jhonata Robert4155
Diogo Barbosa7143
Guilherme Guedes3131
Brenno2127
Campaz296
Sarará269
Maicon359
Léo Chú333
Everton229
Guilherme Azevedo19

Fonte: ge



Veja também