Rochemback: A mais nova arma ofensiva do Grêmio

19 de fevereiro de 2011 - Às 13:16
Fábio Rochemback: O volante mais técnico do Brasil

Todo mundo acha que volante é aquele jogador forte, que só serve para marcar e dar chutão, ajudando a defesa. Mas não é assim com Rochemback, no Grêmio


Logicamente que o volante gremista é durão, mas ele também é técnico, e cria as jogadas.
Assim, o volante Rochemback, é o principal garçom do time em 2011, com último passe para quatro gols.
Rochemback ficou 10 anos na Europa, e revelou que ajudou muito na experiência.

Em relação a sair jogando e dar assistências:
É uma característica que eu tenho. Gosto de buscar a bola e armar as jogadas, buscar o jogo e dar o melhor passe para os companheiros. Isso vem do treinamento e da experiência de jogos. Procuro dar o melhor passe para meus colegas marcarem os gols.
Vários jogos eu já prestei atenção e até o próprio treinador do outro time falou para colocar alguém em cima de mim para não deixar eu jogar
Em voltar a Europa:
O jogador de futebol se programa, mas eu não faço muito isso. Vivo o momento. O futebol te dá o momento bom, mas te derruba rápido. Tenho mais dois anos de contrato e quero cumprir. Na vida do jogador de futebol muitas coisas podem acontecer.
Sobre a Libertadores:
Não tive oportunidade de jogar nenhuma, é minha primeira e logo como capitão. Sempre que chego em um clube quero entrar para história. Com o grupo que temos e o Renato Gaúcho podemos chegar muito longe. Temos esperança de levantar esta taça.
Não dá para entrar mole nunca, sempre duro. Sem agressividade, mas sempre forte. Gosto de fazer isso. Tem que impor respeito


Veja também