Se o Grêmio não consegue “decolar” no Brasileirão, ao menos os adversários da parte de baixo da tabela também enfrentam dificuldades para entrar na sala de embarque e ajudam o Tricolor. Depois de perder para o Bahia no sábado, o time de Renato Gaúcho contou com a colaboração de sete rivais diretos, que também tropeçaram na sétima rodada. Assim, a situação não se alterou, e um triunfo na próxima partida pode tirar a equipe da zona de rebaixamento.

Do 13º ao 20º colocado, somente o Cruzeiro pontuou no empate em 1 a 1 com o São Paulo. Além do Grêmio, Chapecoense, Fortaleza, Fluminense, CSA, Avaí e Vasco foram derrotados no fim de semana que passou. Se a meta de atingir o G-4 até a parada para a Copa América se tornou impossível, pelo menos sair do Z-4 segue ao alcance.

Por óbvio, o mais importante é o Grêmio começar a fazer que ocorreu somente uma vez neste nacional: vencer. Aliás, o próximo adversário é um rival direto na luta para se afastar pela incômoda zona dos piores da competição. O Fortaleza está em 14º, com sete pontos, dois a mais que os comandados de Renato, que seguem em 18º.

Ou seja, é preciso um resultado paralelo para terminar a oitava rodada fora do Z-4. Dos adversários, apenas a Chapecoense, 13º com sete, atuará fora de casa, no Serra Dourada, contra o Goiás. Já o Fluminense, 16º e último fora da zona de rebaixamento com seis, terá o clássico diante do Flamengo no Maracanã.

A delicada situação reflete no vestiário. O desembarque gremista após a derrota por 1 a 0 para o Bahia deixou evidente o desconforto. A delegação saiu por um portão anexo do aeroporto Salgado Filho. Capuzes e cabeças baixas compuseram o cenário sombrio do momento conturbado.

Renato Gaúcho precisa reverter quadro negativo do Grêmio — Foto: Reprodução

Renato Gaúcho precisa reverter quadro negativo do Grêmio — Foto: Reprodução

Para amenizar os problemas, reina a expectativa se Bruno Cortez estará novamente à disposição. O lateral-esquerdo se recupera de uma lesão muscular na coxa esquerda. A importância dele aumenta à medida que Juninho Capixaba, o substituto, cumprirá suspensão pelo terceiro cartão amarelo.

O que não muda é a lista de desfalques. Os zagueiros Paulo Miranda e Kannemann se recuperam de lesão, assim como Marcelo Oliveira e o meia Luan. O atacante Everton está a serviço da seleção brasileira principal, enquanto o volante Matheus Henrique defende a pré-olímpica no Torneio Maurice Revello, em Toulon na França.

Com a semana toda para arrumar a equipe, Renato Gaúcho recebe o elenco na tarde desta segunda-feira, no CT Luiz Carvalho, no retorno aos treinamentos. O duelo contra o Fortaleza ocorrerá no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, pela cedência da Arena para a disputa da Copa América. A partida está marcada para sábado, às 19h.



Veja também