Foto: Reprodução

O departamento médico do Grêmio foi o mais exigido da Série A em 2018. Se contabilizarmos todos os problemas físicos que tiraram jogadores de ao menos uma partida, foram 64 baixas médicas, com destaque para Luan, Léo Moura e Michel, que perderam jogos importantes da temporada. Outros titulares, como Everton e Maicon, também marcaram presença no DM.

A boa notícia é que o grosso das lesões não foi grave – apenas uma demandou cirurgia, a artroscopia de Jael, que levou um mês para retorno. Pilar da defesa, Geromel foi dos poucos que não deram dor de cabeça ao técnico Renato Gaúcho, só desfalcando o time por suspensão ou convocação para a seleção brasileira.

Procurado para comentar os números, o DM do clube não respondeu aos pedidos da reportagem.

O volante Michel ficou três meses sem atuar por uma lesão muscular na coxa. Ficou ausente de 18 partidas entre maio e agosto – maior período de um atleta gremista no ano – e não teve chance de se firmar logo após a venda de Arthur ao Barcelona. O jogador ainda desfalcou a equipe uma vez em março por conta de uma pancada no tornozelo.

 — Foto: Infoesporte

— Foto: Infoesporte

Aliás, uma entorse no mesmo local ainda atrapalhou os planos em setembro, ficando fora de mais cinco jogos, mas Michel fechou 2018 jogando. Luan, por sua vez, fez falta sobretudo na fase semifinal da Libertadores, nos duelos contra o River Plate: ruptura parcial da fáscia (sola) do pé direito o tirou de combate do meio de outubro até o fim da temporada.

Léo Moura é caso à parte. Aos 40 anos, o lateral direito teve planejamento tão específico que chegou a se estabelecer que só jogaria na Arena Grêmio, para evitar desgaste físico. Na temporada, foram 35 jogos como titular e apenas 13 partidas fora de casa.

Poupado diversas vezes para entrar em campo próximo dos 100% de sua capacidade, ainda assim o veterano frequentou o DM para tratar dores e desconfortos, entre coxa e panturrilha. Chegou a ficar fora de dois Gre-Nais (na primeira fase do Gauchão e no primeiro turno do Brasileirão) nos quais era cotado para ser titular.

Léo Moura apura a forma em treino do Grêmio — Foto: Eduardo Moura

Léo Moura apura a forma em treino do Grêmio — Foto: Eduardo Moura

Principal jogador do time no ano, Everton teve três lesões que o afastaram de nove jogos no total, assim como o capitão Maicon, às voltas com dores e lesões propriamente ditas em cinco ocasiões. O goleiro Marcelo Grohe abriu brecha para Paulo Victor na meta, por conta de uma fratura nas costelas, sofrida no fim de outubro. O camisa 1 desfalcou a equipe em sete oportunidades (além de mais três em outros momentos) e só reunirá condições em 2019.

 — Foto: Infoesporte

— Foto: Infoesporte



Veja também