A temporada 2021 apresentou de maneira definitiva o zagueiro Ruan para o torcedor gremista. E em seis meses o promissor defensor já foi negociado com o Sassuolo, da Itália, onde deve se apresentar na virada do ano. O Grêmio definiu pela saída do jovem de 22 anos em dezembro por uma série de fatores combinados.

Os principais foram a renovação de contrato travada com o Tricolor e a multa muito baixa para o mercado nacional, o que gerou um temor de perdê-lo para clubes dispostos a um investimento.

O Bragantino, por exemplo, foi citado nos bastidores como uma possível interessado em desembolsar o valor próximo dos R$ 18 milhões para tirá-lo da Arena. O técnico Renato Portaluppi, agora no Flamengo, também tinha conhecimento da situação contratual e apreço pelo zagueiro.

Ruan, zagueiro do Grêmio — Foto: Eduardo Moura

Ruan, zagueiro do Grêmio — Foto: Eduardo Moura

Além disso, as conversas por uma renovação acabaram sem evolução. Ruan é um dos menores salários do elenco e não se sentiu valorizado pelo Grêmio. A proposta da direção para ampliar o vínculo, que vai até 2022, veio abaixo do valor limpo que o zagueiro pretendia receber. A diferença era cerca de R$ 30 mil, e o Grêmio não aceitou aumentar, conforme apurou o ge.

— Cabe destacar que faz três meses que colocamos uma proposta pelo jogador, de renovação, mas os representantes decidiram que não estava de acordo. Desde então vimos que não conseguiríamos evoluir. Vamos contar com ele até o fim do ano, isso é importante no cenário — disse o vice de futebol Marcos Herrmann em entrevista coletiva após o jogo contra o Vitória.

Ruan chegou até a se manifestar nas redes sociais nos últimos dias. Publicou em sua conta no Twitter mensagens questionando torcedores que repercutiam supostos pedidos salariais e deixou claro sua insatisfação com o tratamento recebido no Grêmio. Nesta quarta, ele desativou o perfil na rede social.

Mesmo diante do impasse, não houve uma nova rodada de conversas para chegar a um número de consenso. Ao mesmo tempo, o zagueiro também passou por uma troca de empresário, que atrasou as conversas com o Grêmio e abriu a possibilidade de um novo rumo na carreira.

O cartaz de Ruan nas categorias de base era muito anterior ao espaço concedido apenas em 2021. Mas como Geromel e Kannemann eram absolutos e o Tricolor buscou alternativas mais experientes como Paulo Miranda e David Braz, ele teve pouco espaço no elenco.

Ruan já tem 27 partidas disputadas em 2021 e é a alternativa imediata a Geromel e Kannemann na defesa gremista. O Grêmio detém 60% dos direitos do zagueiro e receberá cerca de R$ 19 milhões pela transação com o clube italiano.



Veja também