O Grêmio perdeu por 2 a 1 para o Santos na tarde deste domingo, na Vila Belmiro, com dois pênaltis marcados a favor do Peixe. O técnico Renato Portaluppi reclamou de um lance específico no segundo tempo, quando a bola toca no braço de Felipe Jonatan, mas o árbitro Braulio da Silva Machado nada marcou.

A reclamação do comandante gremista tem relação com o fato do árbitro de vídeo, Wagner Reway, não ter chamado Braulio para assistir ao lance no monitor na Vila Belmiro. O argumento de Renato é que, em lances duvidosos, quem precisa decidir é o árbitro do jogo e não o responsável pelo VAR.

— Eu não aguento mais nadar contra maré. O árbitro do VAR tem que parar de decidir o que é pênalti ou não. Alguns (times) estão sendo ajudados e outros prejudicados. Tem que chamar o árbitro do jogo para ir lá decidir. Da mesma forma que chamou nos pênaltis legítimos do Santos — reclamou Renato.

“Hoje estou aliviando nas críticas. Na próxima, vou pegar pesado. O Grêmio foi prejudicado de novo pelo VAR. Por que não chamou o árbitro do jogo? Se tem a dúvida, tem que ir ver” (Renato)

O lance reclamado por Renato ocorreu aos 19 minutos do segundo tempo. Orejuela recebeu pela direita e cruzou na área. A bola bateu no braço de Felipe Jonatan, mas o árbitro viu e disse não se tratar de pênalti. Reway fez a revisão e o jogo seguiu sem Braulio ir ao monitor.

— Não é possível um lance daqueles, braço aberto, como que não é pênalti? O árbitro de vídeo fala que não foi e fica por isso mesmo. Trabalhamos a semana todo e somos prejudicados por um lance. Aí não dão entrevista, ficam dentro da CBF e danem-se os treinadores, os clube, os árbitros. Daqui a pouco vai ser outro. Não conseguem definir uma regra. Tira o árbitro do jogo, se é o vídeo que decide tudo — argumentou Renato.

Renato comanda o Grêmio contra o Santos — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Renato comanda o Grêmio contra o Santos — Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O técnico gremista já havia abordado o assunto em outros momentos nesta temporada. O Grêmio, com a derrota, fica com 17 pontos e, por enquanto, na 12ª colocação do Brasileirão. Na próxima quarta-feira, recebe o Botafogo, às 19h15, na Arena.



Veja também